terça-feira, 1 de agosto de 2017

PERGUNTE AOS MESTRES - 72


CONGREGAÇÃO DE PAZ E TRANSFORMAÇÃO

PURIFICAÇÃO E TRANSMUTAÇÃO

PAZ, LUZ E AMOR.

* Para enviar uma pergunta aos Mestres, acesse o site:http://www.pazetransformacao.com.br/. O formulário permanece disponível somente às segundas-feiras.

SOU CASADA E APAIXONEI-ME POR OUTRA PESSOA

Pergunta:

Amados Mestres, há algo que me perturba e muito. Há um ano, apaixonei-me por outra pessoa e desde então, não consigo esquecê-lo. Sou casada há 19 anos. Sentia que a pessoa tinha interesse, eu também, mas nada ocorreu. Nenhum contato físico. Deixamos de conviver no mesmo espaço profissional. O que me incomoda Mestres é que não consigo esquecê-lo, e chego a pensar que pode ser amor mesmo, há 7 meses sem vê-lo. Por que não consigo deixar essa pessoa para trás? O que ele me ensina neste caminhar?

Resposta:

Querida. O espaço que habita nesse planeta é seu e também de tantos outros que decidem trilhar a mesma jornada de aprendizado. Por isso, pode ocorrer que os sentimentos que são despertados em você, muitas vezes não sejam apenas seus, mas sim resultado de uma grande forma de pensamento criada pela grande massa. O que acontece contigo filha, é que tem a sensibilidade aflorada, o que se intensificou no último ano, e por isso está com a emoção mais intensa, o que chama de amor, mas na verdade é apenas algo que já sentia, mas em proporções muito menores. Tudo o que sente, é multiplicado quando está em contato com a energia planetária. O que sente não é seu, filha. Precisa apenas aprender a identificar quais são as sensações e sentimentos que nascem no seu interior, daquelas que chegam a ti pelo externo, que são apenas superficiais. A forma de encontrares esse equilíbrio: é meditação, centrar-se em seu interior, e buscar a sua verdade. Reserve tempo para ti mesma, e dedique os seus esforços e pensamentos apenas para trazer mais paz e felicidade a sua vida, fazendo o que a agrada e traz a sensação de equilíbrio e proteção. O seu desenvolvimento está apenas iniciando, essas são as primeiras sensações, e com o tempo aprenderá a diferenciar as energias e também a trabalhar com elas para que possa ajudar a si mesma e aos outros.

Arcangelina Esperança

PROBLEMA DE SAÚDE, EMOCIONAL E PROFISSIONAL

Pergunta:

Amados Mestres, desde já, minha gratidão. Venho mais uma vez, com algumas questões que me incomodam muito. Estou afastada do trabalho por questões já citadas aqui, acontece que não me sinto bem com as medicações que o especialista que me assiste, prescreve para mim. Não me sinto bem ingerindo esses remédios. Sinto como se não devesse tomar. E fazem mais mal do que bem. Por que me sinto assim? Quero na verdade, dar outro rumo profissional à minha vida, meu coração não ressoa mais com essa função que, um dia, abracei. Estou buscando ouvir meu Eu Superior, e algumas ideias com relação a outro tipo de trabalho que me faça bem, já estão tomando forma no meu interior, estou animada. Estou no caminho certo? Outra questão que gostaria de entender é sobre essa claustrofobia que me acompanha há alguns anos. O sonho que tive quando criança, no qual alguém muito próximo de mim me trancava num armário, tem a ver com isso? Essa claustrofobia, às vezes, é tão intensa que sinto claramente meu espírito como se estivesse sufocando dentro do corpo, uma vontade de sair, se libertar. Chega a doer! O que eu faço para me curar disso? Tenho vontade de viajar de avião, mais com esse problema, não dá.  Ainda tem a questão da fobia com alguns bichos, principalmente, com gafanhoto, qual a origem disso? Vocês poderiam me ajudar? E essas dores que sinto principalmente nos braços? O que estou fazendo de errado para que elas persistam por tanto tempo? Qual o caminho para me curar delas? É algo de fundo energético? E, por fim, se puderem me dar uma luz sobre mais essa questão. O que acontece entre mim e esse meu último relacionamento, por que esse homem está sempre a me buscar, se não tem a intenção de permanecer numa relação? Se não sente amor por mim? Por que insiste? Só por oportunismo? Será que já não fiz a minha parte, junto a ele? E esse sentimento por ele, porque insiste dentro de mim, apesar de eu me afastar e estar me trabalhando, acordando para mim mesma. Somos almas gêmeas? Meus queridos, mais uma vez, vos agradeço imensamente. Desta filha, que vos AMA. Meu respeito com ternura.

Resposta:

Salve filha! O pai velho vem dessa vez para ajudar a filha a clarear as ideias. Tudo na vida da filha tá errado é filha? Será que tudo tá errado em volta da fia, ou é essa fia que não deixa que as coisas se acertem, permanecendo no pensamento antigo de sempre? Será que não é isso, fia? A fia, em primeiro lugar, precisa olhar para a vida da fia. Olha para o que tem, olha pra o que tá certo, o que faz a fia ganhar o pão de cada dia, o que faz a fia feliz, e vai rumo a esse caminho, filha. Para de encher de caraminhola nessa cabeça, fia. A fia não pode vim pedi socorro porque começa a coloca caraminhola na cabeça da fia. A vida da fia é perfeita e o preto aqui não tem nada que precise fazer pra ajuda-la. A única coisa que está errada aí é a cabeça da fia que precisa deixar os problemas de lado, e que foram tudo criado pela mente, e passar a cultivar o sentimento de gratidão. Sabe como fazer isso, fia? Praticar caridade, mas sem argumentação, tá certo, fia? Praticar caridade e simplesmente se doar em amor, sem esperar nada, e agradecer a oportunidade de ajudar e agradecer também por tudo o que tem na vida. Salve!

Pai Benedito de Angola

DÚVIDA SOBRE ENERGIAS

Pergunta:

Energias que atrapalham. Fui informada que, a falta de energia e a sensação de desfalecimento que ocorre muito frequentemente, e há muito tempo, é por causa de contatos com certo tipo de energias que me acompanha, com o objetivo de atrapalhar o meu dia a dia, e para bloquear o meu desenvolvimento. Suponho que atualmente há seres humanos que veem com desagrado o sucesso do projeto que eu, o meu marido e a minha filha recentemente iniciamos. 1. É esse tipo de energia que me atrapalha ou há outro tipo de energia? Sou alvo de magia negra ou somente da energia do pensamento das pessoas? 2. O meu marido e os meus dois filhos também são atingidos? 3. Quando é referido que há energias que pretendem bloquear o meu desenvolvimento, referem-se ao desenvolvimento espiritual ou à abundância e prosperidade na vida terrena? 4. Se se trata do desenvolvimento espiritual, será que para travar o meu desenvolvimento sou alvo de energias de medo lançadas por seres de outras dimensões? Grata por mais um esclarecimento.

Resposta:

Minha amada irmã. Quando estamos bem conosco mesmo, em equilíbrio, e firmes em nosso propósito não há energia capaz de nos atingir. Vive em um mundo de livre arbítrio, onde nenhum ser tem permissão para interferir em sua vida se não for através de sua própria autorização. Poderia dizer, então, que jamais autorizou qualquer ser a interferir energeticamente em seus dias. Mas veja seus pensamentos, seu estado emocional e tente compreender o tipo de energia que atrai para sua vida. Seja sincera com você mesma e verá que se há algo que interfere e atrai a seus dias é unicamente por uma questão de ressonância. Se vibrar no medo, na falta de confiança, na energia do controle, da escassez, se prende a energias ancoradas nesse mundo e são elas que afetam seu estado de equilíbrio. Mas não há nada capaz de atacar um mestre em equilíbrio. Ele é pleno em si, e não permite que a mente o conduza à dúvida e a energia da escassez. Há apenas a confiança e a aceitação. Pratique o amor, através da doação, torne-se um canal de amor que estará bloqueando tudo que possa te atingir. Pratique a humildade e a gratidão, seja benevolente com seus irmãos. Eu lhe asseguro que não há proteção maior que essa. Esteja nessa confiança. Seu irmão de amor.

Jesus

NÃO CONSIGO ENCONTRAR UM CAMINHO

Pergunta:

Olá meus queridos Mestres! Eu sei que me têm ouvido queixar, mas mais parece que andei a fazer muito mal em vidas passadas.  Acho que agora estou a começar a acordar do pesadelo onde o meu ego me colocou, logo depois de um despertar tão bonito. Agora começo a ver outra vez a beleza por detrás de tanto sofrimento, tudo parece agora fazer sentido. Mas às vezes com tanta coisa disponível para nos orientar, parece que ainda não consegui encontrar um caminho onde me leve a ser outra vez, aquela luz brilhante de puro amor. O que devo fazer? Eu sei que talvez me digam "sofrer menos." Mas onde posso focar para me libertar deste ciclo que parece que me prende? Obrigada por estarem conosco e um obrigado para aqueles que dispõem do seu tempo e energia, para vos canalizar, e nos ajudar.

Resposta:

Namastê filha da luz. É natural que sinta não pertencer a nada, ou que não se identifique com nenhuma linha espiritual, pois a nenhuma pertence. O que está gravado em seu DNA, filha, é o não pertencimento a regras ou crenças. Você veio para mostrar o novo. Para ser livre e caminhar dentre tantos meios sem se deixar iludir. Você está sim livre dos apegos emocionais da matéria. Mas como está encarnada nesse corpo físico, sente o reflexo desse não pertencimento a algo. Pois é da natureza humana pertencer. Por isso, filha, a sua busca deve ser apenas viver as experiências da forma que compreender ser melhor para você, mas permitindo que ocorram as experiências que se apresentarem. Não há necessidade de envolver-se como as outras pessoas, mas sim seguir a sua intuição. O que a faz se sentir mal, é apenas o fato de não conseguir ser como os demais e acabar cobrando de si mesma pensando que há algo errado contigo. Mas não há filha. O que há, apenas é seu próprio auto julgamento por não estar caminhando conforme os demais. Sem perceber que esse é o seu estado natural. Apenas respeite a si mesma, confie na sua intuição. Com o tempo adquirirá confiança em você mesma e então essas sensações não mais farão parte de sua vida. Você é uma bela representante da luz, e está livre nesse planeta a seguir a sua experiência de forma leve.

Sou Hilarion

APAIXONE-ME POR ALGUÉM QUE NÃO CONHEÇO PESSOALMENTE

Pergunta:

Bom dia Mestres queridos. Queria agradecer a cada um de vocês por tantas transformações que tem acontecido na minha vida. Sinto-me crescer a cada semana, me sinto mais leve, mais conectada com o amor. Gostaria que uma vibração de amor que sai do meu cardíaco alcançasse a cada um de vocês e a minha amada Mestra Pórtia, que tem estado tão próxima e me trouxe tantas chaves. Que os médiuns desse trabalho também sejam envolvidos por esse amor. A questão que trago hoje é a seguinte: apaixonei-me por uma pessoa que não conheço pessoalmente. Foi uma identificação, uma afinidade muito forte e ouso dizer que sinto amor. Algo puro e diferente de tudo que já senti, porque vem envolto numa atmosfera de confiança. Sinto-me compreendida. Essa pessoa está em um relacionamento. Conversamos sobre, e não vamos fazer nada até que uma decisão seja tomada. Todos envolvidos precisam ser respeitados. No entanto temos muito medo. E dúvida. O que foi isso que sentimos? É só uma ilusão? Algo do ego? Temos medo de nos encontrarmos e dissolver todo esse sentimento que existe, de ver que não é nada disso. Por outro lado, encontrar antes do término não seria certo. Tenho outros medos também, que vocês conhecem.  Amados, perdão. Sinto que tem tantas pessoas precisando de auxilio, e eu trago essa questão do coração. Infelizmente foi sempre algo que pesou para mim. E confio muito em vocês e no direcionamento de vocês. Tenho medo de não conseguir me ater aos meus princípios, e ferir outra pessoa. Já estive nessa situação e sei o quanto dói. Seria incoerente da minha parte. Gratidão, queridos!

Resposta:

Filha. Quando busca a sua evolução e entrega à conexão com o Eu Sou, não há necessidade de sentir-se amada por outro. Você se completa e apenas atrai a ti a perfeição e o que vibra com a sua energia. Demoramos a responder seu questionamento, para que se desenrolassem alguns fatos e então compreendesse melhor as nossas palavras de amor, a tocar o seu coração. Perceba filha, que o que é seu vibra contigo em ressonância, não há motivo para questionar, pois há a certeza dentro do seu coração. Assim também ocorre com todos os personagens que fazem parte da experiência. O que pode vir a distanciar você ou os que vibram conforme você, do seu verdadeiro propósito, é apenas medo. São os traumas guardados e então expostos nos relacionamentos. Observe o que ocorre em seu coração. Já não se sente encaixar em meios onde antes se encaixava, e aí está sua insatisfação do Eu personalidade, que quer pertencer a algo. Por isso a busca por um relacionamento. Perceba minha amada, que a energia que vibra, não é compatível com os meios onde vivia anteriormente, e aos poucos vai perceber como se abrirão para vocês novas oportunidades, novos caminhos, tanto em relacionamentos com pessoas, quanto trabalho. Mas para isso, permaneça apenas na busca interior, onde encontrará os meios para se fortalecer, pois a verdade apenas será exposta a ti, quando souberes que você é. Enquanto a busca for externa, filha, apenas adiará o seu verdadeiro propósito, com as distrações da matéria e acabará por distanciar o seu estado de plenitude. Permaneça na busca interior, não haverá dúvidas, filha. As dúvidas são apenas da personagem que veste esse corpo material, mas perceba que esse sim é provisório, e a única verdade contida aí é a que está em seu interior, e a verdadeira busca é pela sua identidade. Fica em paz filha.

Mestra Pórtia

SOBRE ENERGIA DO REIKI OU SEICHIM

Pergunta:

Bom dia a todos. Agradeço de coração por terem respondido à minha pergunta anterior, e por ela ter chegado no dia do meu aniversário. Fiquei muito feliz. Hoje eu peço que me expliquem por que é necessário que sejamos iniciados para ter acesso às energias Reiki, Seichim e todas as outras energias? Eu aprendi que as energias são diferentes e que cada símbolo também tem uma energia diferente, mas não sinto essa diferença, pois a energia que flui das minhas mãos é a mesma quando uso os símbolos do Reiki ou do Seichim, e mesmo quando não uso nenhum símbolo a energia que sinto fluir das minhas mãos é a mesma. Durante a minha iniciação de Reiki, tive um pensamento de que essa seria a forma de eu praticar o amor incondicional, mas eu parei de participar das sessões de doação de Reiki e tenho usado muito pouco em mim mesma, uso apenas quando não estou bem. Esse pensamento foi uma mensagem que recebi ou foi apenas o meu desejo de me sentir importante? Gratidão a todos.

Resposta:

Amada filha, a sintonização de símbolos e códigos são ajustes energéticos que são realizados e sintonizados junto ao campo áurico do ser, para que receba uma determinada energia, bem como para que a mesma seja potencializada e possa fluir com naturalidade. A sintonização pode ocorrer através de um canal de amor fraterno. É por isso que muitas vezes, vocês são sintonizados por outros irmãos. O mestre utiliza o outro ser como canal de ancoramento, para realizar o trabalho. Todos vocês, no entanto, filha, são canais de amor e não precisam de nada externo, a não ser o que esteja guardado em seu coração. A sintonização é um facilitador, digamos assim. Mas nada impede que a sintonização seja feita diretamente do Mestre a um ser. Isso pode ser feito por inúmeras razões, como merecimento cármico, missão de alma, ajuste energético de trabalho. Enfim, a sintonização não é um ritual obrigatório, mas sim um facilitador, onde o mestre se utiliza de um canal energético para realizar o trabalho. O que é importante filha, é que uma vez sintonizada não deixe de usar essas energias, você precisa dar vazão a isso, pois caso contrário ela se acumula em seu campo áurico em prejuízo ao seu ser. Uma vez sintonizada com determinada energia, é importante que dê vazão a isso através da doação pessoal. Há um propósito na sintonização que deve ser cumprido, através do trabalho de amor. Esteja em paz.


Sou Hilarion

Canais: Thiago Strapasson e Michele Martini – Maio de 2017.

Colaboração: Ilza Barreto.

Fonte: www.pazetransformacao.com.br

PERGUNTE AOS MESTRES - 71



CONGREGAÇÃO DE PAZ E TRANSFORMAÇÃO

PURIFICAÇÃO E TRANSMUTAÇÃO

PAZ, LUZ E AMOR.

* Para enviar uma pergunta aos Mestres, acesse o site:http://www.pazetransformacao.com.br/. O formulário permanece disponível somente às segundas-feiras.

COMO SUPERAR O MEDO DE MORRER

Pergunta:

Amados Mestres Ascensos! Amado Mestre Jesus! Gratidão por esta oportunidade. Estou passando por um processo de muitas dores no meu corpo físico. Cada vez que melhoro de uma dor, aparecem outras dores em outro lugar e isto me deixa muito deprimida. E toda vez que isto acontece fico com muito medo de morrer. Este pensamento é recorrente na minha cabeça, e gostaria de ajuda para superar este medo. Ás vezes eu penso que este medo de morrer tem a ver com outras encarnações. Como posso superar este medo Mestres? Gratidão por vosso imenso amor sempre.

Resposta:

Minha amada irmã, eu sou Hilarion, seu irmão de amor. Venho nas asas da sabedoria lhe transmitir paz e completude. Esteja ancorada em seu coração nesse momento. Esteja em amor, aberta a receber o melhor, apenas o isso e nada mais. Quantos foram aqueles, minha irmã, que na dúvida do trajeto, deixaram de vivê-lo, de se entregar ao processo. Saiba que tudo que sente é natural, menos o medo que guarda em seu interior. Pois quando se abrir com aceitação ao processo, em confiança a Deus, o processo se tornará mais suave. Pois as dores físicas que sente são os sintomas da resistência ao trajeto. Imagine minha irmã, que está numa estrada, caminhando a um destino. Há um lago ao lado, com árvores muito bonitas as quais pode olhar e aproveitar o trajeto. Mas pode também olhar ao calor do sol e a imagem da longa estrada à frente. A decisão é sua, apreciar o trajeto e continuar a andar ou focar no calor do sol e ter que andar da mesma forma. Tudo minha irmã, é uma questão de foco naquilo que realiza. Quando se prende por esses medos, gera a resistência e sente as dores. Quantos foram os Mestres que não finalizaram a estrada por não saber como olhar o caminho. Pois o foco no sol acaba tornando o caminho mais duro. Libere os medos, saiba que o processo é esse, e permita como eu, que as vida se dê nas asas da sabedoria. Esse é o processo e seu propósito é aceitar. Pratique o HO'OPONOPONO em sua vida e agradeça pela vida e nada mais. Esteja em paz.

Sou Hilarion

ESTOU PASSANDO POR PROFUNDAS MUDANÇAS

Pergunta:

Agradeço a oportunidade. Tenho passado por tempos difíceis. De repente tive ataques de pânico que foram muito assustadores. Senti medo de enlouquecer ou perder contato com a realidade, e mesmo de morrer. Sentia como se pudesse ser arrebatada de meu corpo e tudo à minha volta parecia um estranho sonho. Não estou tendo mais crises, estou fazendo orações e tratando minha ansiedade e depressão com terapias holísticas, e procurando me ancorar na espiritualidade e na confiança em meu caminho, mas ainda tenho essa estranha sensação de medo e insegurança e desconexão com essa realidade. Como se eu não compreendesse a existência humana, mas também não pudesse compreender o que há além dela. Sinto que não pertenço aqui. Mas me sinto sozinha e sem saber aonde pertenço. Tenho medo por não saber em que me segurar, por saber que este mundo humano não é "real", mas ainda assim estar sendo humana, e tentando compreender algo que está além da compreensão humana, ficando confusa. Sinto como se estivesse passando por profundas mudanças, como se estivesse mudando de dimensões. Por vezes consigo me sentir mais tranquila, mas mesmo assim está sendo um período difícil, com oscilações, às vezes o medo me domina e minha mente me leva a dúvidas e pensamentos muito ruins. Gostaria de saber o que pode estar acontecendo e como posso obter algum conforto. Agradeço qualquer auxílio.


Resposta:

Saudações minha filha! Sou Ogun, orixá dos orixás, guerreiro da vida e da morte. Trabalhador de Cristo e por cristo. Sou seu irmão, que o acompanha no trajeto, a te proteger, ainda que não saiba. Salve a força dos Orixás, salve a força maior! Minha filha, Ogun está com você a te segurar, a te apoiar e te acolher. Ogun é o bravo guerreiro que segura os filhos na hora do desespero. Esse é meu papel, segurar, apoiar e me manter no centro nos momentos mais duros. Porque sou guerreio e não me entrego à vida. Assim Deus me concebeu e assim aceito minha missão. Trabalho na linha dos Exu, todos fortes guerreiros do amor, que protegem os filhos abestalhados pela ilusão da vida material. Que entram na vida como se ela fosse tudo. Nossa linha de trabalhadores é incansável na proteção maior dos filhos. Salve a força de Ogun, que se manifesta em sua própria força, minha irmã. O Orixá que vem te atender agora através desses irmãos, pra te dizer que não há nada nesse mundo que não seja planejado, e que todas essas dores que traz dentro de ti, são dores que aceitou receber em sua herança genética, mas que precisa superar. Você aceitou o desafio de se infiltrar nesses medos, justamente pela sua capacidade de superação, por sua força que está apoiada na força de Ogun. Oxalá filha! Traga a força de Ogum ao seu ser, chame pela legião de Exu, seres de luz benevolente, todos prontos a te apoiar nas duras provas que escolheste. Salve a força maior, salve Cristo que é a unidade da força maior!

Ogum

QUERO UMA MENSAGEM DA MINHA MÃE, SINTO A PRESENÇA DELA.

Pergunta:

Bom Dia Mestres queridos. Primeiro agradeço esse trabalho e oportunidade maravilhosa de vocês. Gostaria de saber se realmente estou no caminho certo do meu despertar, porque às vezes sinto que falho, e às vezes sinto que estou bem conectada, e gostaria também de saber da minha mãe, quero muito uma mensagem dela se for possível, sinto muito a presença dela por perto. Mais uma vez agradeço a disponibilidade de vocês.

Resposta:

Filha. É com muito amor que trago essa mensagem a você. Está diariamente buscando a própria superação, a transformação interior em paz e em unidade com o Todo. Estás sempre acompanhada de boas energias, mas assim como tantos, trabalha para a liberação de restrições do passado, que impedem de ser plenamente feliz. A constância na paz apenas será obtida a partir do momento em que abandonares os anseios. Quando deixar de esperar por algo, o que inclui a conexão com a sua mãe. Esse é apenas um exemplo, mas é algo que demonstra perfeitamente como leva a sua vida, na expectativa que algo ocorra, que verdades de revelem e que sonhos se realizem. Esses são os únicos obstáculos que a mantém distante da plenitude, e a impedem de viver no presente. Passe apenas a cultivar em seu coração a aceitação de tudo o que for oferecido, sem expectativa e também sem alimentar sonhos na mente. Permita que a vida, assim como ela se apresenta, te resplandeça em alegria e paz, pois sabes que a felicidade e a constância nas boas energias é algo que pode perfeitamente ser alcançado aí mesmo onde está nesse momento. A vida é perfeita filha, assim como ela se apresenta a ti. Siga com o meu amor no seu coração.

Sou Rowena

QUAL O MEU TALENTO?

Pergunta:

Queridos amigos Mestres, gratidão por essa oportunidade de falar com vocês. Irmãos, uma dúvida está sempre em minha cabeça ultimamente, qual o meu talento? Gosto de muitas coisas, mas não sei dizer quais são minhas paixões, não sei no que sou boa. Diante disso, surgem dúvidas, por exemplo, a área do Direito (curso em que me formei), concursos está dentro do meu propósito de vida? Tenho me interessado pela área holística fazendo até alguns cursos, mas estou incerta se tenho o dom da cura ou não. Quero muito melhorar a minha vida financeira e poder dar mais conforto a minha família, que sempre me apoiou tanto e me sinto culpada por ainda não poder dar isso a eles. Gratidão, por sempre estarem comigo.

Resposta:

Filha. Saúdo o deus interior que mora em ti. Assim como amo a ti como uma filha, e estou aqui para mostrar-te o caminho do coração. Apenas silencie, permaneça conectada no seu interior. Você já faz isso filha, apenas necessita confiar nas informações que chegam a você nesse estado de plenitude e paz. Você, seguindo o caminho indicado pelo coração, pela conexão do Eu Sou, acabará por ser levada ao seu propósito nessa vida, que não é aquele despertado pelo medo e pela necessidade, ou mesmo pela escassez. E sim será o propósito que a fará ser plenamente feliz. Todos nós e todos vocês, temos o dom da cura, afinal somos deus em semente criadora. Somos berços onde são gerados dons divinos, sendo eles da cura e tantos outros, mas que são despertados apenas quando permitimos que essa voz do coração seja ouvida.

Sou Mestre Gautama

COMO SABER SE DEVO SAIR DE UM RELACIONAMENTO?

Pergunta:

Amados Mestres, agradeço por todo amor que tem derramado para nós, vocês tem me ajudado bastante. E agradeço a esses canalizadores que fazem um trabalho Divino. Peço perdão por incomodar novamente, mas estou em uma relação amorosa, e a pergunta é, como saber se temos que seguir adiante e deixar tudo para trás, ou se devemos ficar e tentar crescer juntos? Sinto alegria e paz em compartilhar os aprendizados com ele. Mas às vezes sinto que estou me enganando e estou em uma relação utilitarista, outras vezes acho que faz parte do meu aprendizado, aprender amar incondicional. O fato é que essa indecisão frente a pouca clareza está me deixando muito confusa. Eu preciso do olhar iluminado de vocês, peço que lancem Luz para que eu enxergue o que preciso enxergar e possa tomar a decisão com o coração tranquilo. Amo vocês. Eu quero que o amor flua através de mim.

Resposta:

Filha. O que sente pelo seu companheiro é sim o amor. Mas o amor também, você é capaz de estender a você mesma. Portanto, o amar incondicional precisa também ser exercitado por você, para você mesma, e liberar-se da cobrança de enviar esse amor para os outros, sem ao menos permiti-lo nascer dentro de ti. O primeiro passo, para sentir de fato o amor incondicional, é libertar-se da cobrança, e amar a você mesma. Filha, nós não lhe daremos a resposta, quando você decidir qual caminho seguir, deve estar preparada para enfrentar as suas decisões, e por isso sempre estaremos ao seu lado dedicando o nosso amor e força para que persista no seu propósito, o proposto de busca interior, e amar a si mesma, pois é apenas dessa forma que alcançará o sentimento de amor incondicional.

Sou Rowena

QUAL TRABALHO VAI ME REALIZAR?

Pergunta:

Bom dia queridos Mestres! Muita gratidão por poder lhes fazer esta pergunta. Acabei de me mudar para morar com meu namorado em uma cidade longe da minha cidade natal. A minha mãe não aceita muito essa situação. Ela é muito sozinha e já houve momentos em que morei longe e acabei voltando em grande parte por causa dela. Não quero mais que isto ocorra. Quero que ela descubra o próprio caminho e seja feliz. Mas ela é muito resistente a isso, e coloca a situação toda como se não pudesse ser feliz comigo morando longe. Isso se torna um grande peso para mim. Como devo lidar com essa situação? Outra dúvida é em relação à minha vida profissional, pois sou advogada, mas não tenho mais exercido a minha profissão. Mas sinto que devo retornar a trabalhar com o Direito, pois hoje em dia não sinto que faço um trabalho útil para a sociedade. Sempre sonhei em trabalhar em algo que eu acreditasse e pudesse ajudar pessoas. Mas sinto que ainda não encontrei esse trabalho. Como faço para descobrir com o que devo trabalhar e qual trabalho vai me realizar? Agradeço muito a todos vocês Mestres, que sinto sempre estão presentes comigo, e me ajudam tanto. Muita gratidão!

Resposta:

Saudações! A filha, com todo o amor que dedica à mãe, acaba impedindo que ela trilhe o caminho da própria libertação. O fato de impedi-la de olhar para as próprias dores, procurando cobrir as feridas com a sua presença e se oferecendo, de certa forma, como a muleta emocional dela, impede que ela de fato olhe para dentro dela mesma e descubra o que a faz sofrer. Filha amada, enquanto permanecer auxiliando a sua mãe, na verdade estará impedindo a caminhada dela de libertação de aspectos inferiores que ela decide não olhar. É doloroso sim, muito mais para ela do que para você. Mas justamente você, encontrará o seu propósito quando estiveres longe dela, quando deres abertura para que a sua própria vida flua. Permita que ela tenha os próprios aprendizados, que encare as próprias restrições, olhando para dentro dela mesma, pois é algo que ela não poderá fugir, está sendo levada a permanecer sozinha justamente para que esse olhar para dentro ocorra. E você, querida filha, permaneça em paz, na certeza de que enviar todo o amor para a sua mãe, mas que somente poderá ajudá-la verdadeiramente quando se distanciar. Sua caminhada começa agora filha, vá em paz e com calma, siga o coração. Atente-se ao que diz a sua intuição, e será guiada para aquilo que a fará feliz profissionalmente. Apenas siga o chamado do coração, confie. Amamos-te e estamos contigo nessa caminhada. Paz e luz.


Hygeia

Canais: Thiago Strapasson e Michele Martini – Abril de 2017.

Colaboração: Ilza Barreto.


Fonte: www.pazetransformacao.com.br

segunda-feira, 31 de julho de 2017

A diluição do Eu Inferior – Thiago Strapasson


Para ler o complemento desse texto, sob as bênçãos de Mãe Maria, clique aqui.

O sentimento de unidade, quando passa a se manifestar, nos causa confusão. Pois junto ao sentimento de integração sentimos um vazio tão grande onde já não acreditamos sequer em nossa própria existência. De fato, já não sabemos se somos reais ou uma mera ilusão da vida nessa experiência.

Sim, o sentimento de unidade é algo um tanto quanto amedrontador, pois percebemos nossa própria consciência se diluindo em um oceano totalmente desconhecido. Não sabemos se realmente existimos, bem como o que iremos encontrar do outro lado. Mas não há como voltar, pois o antigo Eu se desfez diante das duras provas e de todo o processo de purificação pelo qual passamos por vidas e vidas. Ele deixou de existir então deixamos todas as nossas referências do passado, e já não sabemos para onde vamos. É um sentimento de estar perdido que só resgatamos ao pegar na mão de um Mestre, que nos conduzirá com todo amor.

Esse é um sentimento, que um dia ouvi de um Mestre, como sendo como um rio quando chega ao mar, que ainda olha para trás e tenta se segurar com medo do que virá, pois o sentimento de unidade vem acompanhado de um vazio enorme, onde já não nos identificamos com o Eu Inferior, mas também desconhecemos o que estamos nos tornando, se é que existimos.

Continuamos a viver a vida, mas passamos a ver tudo isso como uma representação tão ínfima do que existe... E para ser honesto, isso é atormentador. Simplesmente duvidar de sua existência, sabendo que, no fundo, esse corpo é uma mera manifestação de uma memória do akáshico de algo muito maior, que se fez em personalidade humana.

Quando nos vemos como uma singela chama de uma energia muito maior e percebemos que sequer existimos, senão em uma realidade tridimensional planetária, é algo um tanto confuso. Pois os nossos sentidos físicos se manifestam na matéria, como um Eu Personalidade que vive seus dias, e interage com outros que estão em situação semelhante. Mas vislumbramos que esse Eu que vive seus dias aqui já não existe, ele está em conexão a tudo, e o que sobra é o nada. O sentimento de que nada importa e tudo está bem, sempre bem.

A diluição da própria consciência ao Eu Sou, é a expansão maior do sentimento de unidade, onde deixamos de sentir as divisões e as barreiras que nos separam de Tudo O Que É, embora nossos olhos e nossos sentidos físicos nos digam exatamente o contrário. A mente simplesmente não compreende o que está a ocorrer, e temos que conviver com esse sentimento.

É um sentimento paradoxal que nos preenche, pois esse vazio, junto desse anseio de unidade, de conexão a uma energia muito maior que é inexplicável à nossa mente, de certa forma nos causa medo e confusão.

Quando deixamos de ter a certeza do que somos, inclusive de nossa própria existência, e passamos a ter como única certeza que nossa consciência, como manifestação de uma energia muito maior, tornar-se-á uma memória aglutinada ao registro akáshico de nossa presença Eu Sou, nos vem a dúvida e junto a certeza, de que muito pouco somos nessa vida. Nos vemos enquanto Eu Inferior que tantas vezes protegeu com tanto afinco sua honra, seus bens e tudo que pensava possuir.

Ao mesmo tempo olhamos para trás e já não nos encontramos, percebemos a cada dia nossa consciência se diluindo nesse mar, pois algo está a nos chamar. Descobrimos um mundo fantástico, multidimensional, cheio de magia e sem limites, que se apresenta e que é muito encantador. Um mundo onde o tempo e a distância, em termos quânticos, tornam-se irrelevantes, e uma sabedoria enorme está simplesmente ao nosso acesso, sem que sequer saibamos como ela foi criada.

Essa é a sensação daquele que se percebe como um córrego diante do oceano, uma fagulha diante da luz que representa. É essa a sensação que nos vem quando nos damos conta que a nossa consciência sequer existe, mas sim apenas um corpo físico que se manifesta em seus dias, interage, mas já desprendido e cheio de dúvidas quanto ao que virá.

O conflito se instala, pois simplesmente se torna aterrorizador a inexistência da palavra Eu. Essa palavra, do dia para a noite, perde seu significado, e pode ser substituída pela expressão “esse corpo”. Porque o Eu se torna a unidade, e com esse olhar simplesmente deixamos de ver a divisão. Mas isso não é uma compreensão, mas um olhar, um sentimento, que se manifesta ao nosso redor, junto do amor por tudo.

Mas nesse ponto a dúvida que surge é: Como será o futuro? Pois como posso esse Eu que sequer existo continuar meus dias nessa realidade, sabendo que tudo não passa de um grande jogo, de um banco de experiências, que se agregam ao registro Akáshico de uma energia que sequer somos capazes de compreender?

O sentimento de vazio total é algo que, ao mesmo tempo que nos amedronta, nos provoca a experimentar mais dessa sensação de inexistência e conexão ao todo.

Simplesmente, agora compreendo o motivo pelo qual tantos humanos preferem se manter a viver a vida tridimensional, sem buscar por algo mais elevado. É simples, é cômodo, e nos permite saborear a matéria com toda a sua intensidade, sem alimentar dúvida nenhuma quanto à própria nossa existência. Pois os sentidos físicos nos comprovam, a cada segundo, a nossa existência física, e, quanto a isso, é cientificamente comprovado a existência de um corpo biológico, que se manifesta em seu próprio meio, no meio que foi desenvolvido para existir.

Mas quando o rio se aproxima do oceano, e percebemos o que realmente somos, a dúvida se instala, e imediatamente saímos de uma situação cômoda e conhecida para algo que sequer temos ideia do que se trata. Esse sentimento é algo conflitante, que intriga aqueles que já não se veem como existentes nesse plano.

Muitos dizem que gostariam de experimentar uma conexão maior, mas isso talvez signifique abrir mão de sua própria humanidade, deixando de compreendê-la como nos ensinaram, para que possamos simplesmente retornar à realidade que viemos. Uma energia que se dilui na imensidão do cosmos.

Estejam em paz.

Thiago Strapasson - 12 de maio de 2017.

Fonte: www.pazetranformacao.com.br

segunda-feira, 10 de julho de 2017

Unificando-se ao Eu Sou – Mãe Maria


Para ler sobre o sentimento que originou esse texto, clique aqui.

Que as bênçãos do amor tragam paz aos seus corpos, mente e coração.

Foram grandes as labutas de suas vidas, meu filho, as quais pude o acompanhar com todo meu amor, irradiando-o para que se libertasse à verdade do que é. Pude sim o seguir, filho, durante o trajeto nesse planeta, aguardando pacientemente que retornassem ao colo materno que o resguarda com todo o amor.

Mas é chegado o momento onde sente o sopro da verdade maior da vida, onde ela se abre a cada um de vocês, a os mostrar a energia que representam nesse planeta. Vocês sentem a aproximação da integração, do retorno, ainda num corpo físico, aos braços de Deus. E o sentimento que possuem é o de alegria, mas também o de certa melancolia por tudo que estão a deixar a trás.

Já não se lembram, filho, da realidade a qual vieram, pois por tanto tempo estiveram nesse plano servindo, mas também por muitas vezes indo por caminhos tortuosos que os conduziram à dor e ao sofrimento. E hoje vislumbram a luz de onde vieram e que se destinam a se reintegrar.

Foram bravos, filhos, foram grandes, pois adentraram em um ambiente onde muitos não acreditariam o que seriam capazes de fazer e hoje eu os vejo resplandecendo luz, irradiando a verdade ao mundo.

É uma nova estrela que surge em suas vidas, meu filho, uma estrela que os ligará a algo muito maior, que os conduzirão à verdade maior da vida, para que se vejam como são, meus filhos, em unidade ao amor. É assim que sempre os vi e é assim que são.

Não há nada que os retire dessa condição. Mas ao se sentirem novamente na integração que são vocês estarão a se unificar ao amor maior da vida. O sentimento de união simplesmente tomará conta de cada um de vocês que se propuserem com coragem a trilhar o caminho da reintegração com a vida, com tudo o que É. E será quando poderei novamente os sentir em meus braços, para que em retorno à unidade estejamos como estivemos destinados a ser, nos vendo como Um a tudo, onde nada será capaz de nos separar, pois simplesmente nos tornaremos uma única consciência em amor.
Esse é o plano maior da vida, filhos, a integração, a diluição em amor da fé, da força e da vida.

Eu bem sei que em seus dias nada mais se encontra como antes, pois há uma paz em seu interior, uma quietude boa de sentir. E assim eu cumpro minha promessa, filho, a de que uma nova estrela nasceria em sua vida onde sentiria novamente a beleza de se sentir em integração, onde a vida se abriria de uma forma inimaginável a ti, com uma força a resplandecer em amor a cada ser, a cada célula que se encontra em sua vida.

Perceba, filho, que após tantas idas e vindas nesse mundo nada de muito importante lhe sobra, a não ser a experiência de ter mostrado a si mesmo de que era capaz de, nesse meio, lembrar-se de sua verdadeira natureza, de retornar em amor a algo que podem hoje ver como a única verdade, a de que não existe separação.

E assim a personalidade humana se dilui, se integra, ela se transforma naquilo que pode ser dito como o amor de cristo, que é a força da unidade maior. A consciência já não encontra guarida na personalidade humana, ela simplesmente se conecta a tudo que Existe e se integra. E, assim, filho, retorna aos meus braços já livre e liberto dos meandros do ego que arrastava a consciência a um mundo de dor e sofrimento, onde o amor não era a regra, mas exceção que prevalecia em suas vidas.

E os digo de todo coração que a mágica e o propósito é simplesmente esse, a integração dessa verdade ao amor. Assim é a vida e dessa forma ela se faz.

Esteja nas bençãos desse percurso, pois ele será recompensador aqueles a quem Deus chamar, para que a experiência retorne a origem de forma muito mais sábia e madura. E assim é, meu filho. Assim será!

Sou sua Mãe e o acolho em meus braços para que em unidade e perfeição sejamos um único ser a irradiar nosso amor.

De sua Mãe, Maria.

Canal: Thiago Strapasson – 12 de maio de 2017.

Fonte: www.pazetransformacao.com.br

domingo, 9 de julho de 2017

PERGUNTE AOS MESTRES - 70



CONGREGAÇÃO DE PAZ E TRANSFORMAÇÃO

PURIFICAÇÃO E TRANSMUTAÇÃO

PAZ, LUZ E AMOR.

* Para enviar uma pergunta aos Mestres, acesse o site:http://www.pazetransformacao.com.br/. O formulário permanece disponível somente às segundas-feiras.

VOU ENCONTRAR UM AMOR E VOLTAR A TRABALHAR?

Pergunta:

Mestres, obrigada por me ouvirem e sempre me responderem. Sou envolvida com a ascensão planetária, graças a Deus e me faz muito bem. Desde muito jovem eu estudo sobre o assunto, e procuro ao máximo seguir os ensinamentos. Tenho 54 anos, não tenho filhos e sou uma pessoa independente. No momento não estou trabalhando e não estou envolvida em nenhum relacionamento amoroso. Faz anos que sinto minha vida totalmente estacionada e não tenho interesse em nada. Não tenho ânimo e nem vontade de iniciar alguma coisa na minha vida. A única coisa que desejo MUITO que aconteça é a chegada de um amor em minha vida. Desejo encontrar um homem que me respeite, me ame e que caminhe comigo. Sinto muita vontade de dar todo meu amor para essa pessoa. Tenho a sensação que só assim minha vida começará a andar. Sei que não deveria vincular minha caminhada a nada, trabalho muito dentro de mim para eliminar essa necessidade. DESEJO MUITO esse novo amor. Minha pergunta: Em que momento de vida me encontro? Porque estou tanto tempo estacionada onde nada acontece? Porque tanta falta de ânimo e falta de disposição? Vou encontrar um amor e voltar a trabalhar? Por favor, peço orientações. Sou grata.

Resposta:

Filha. Ancore o sentimento de gratidão em seu coração. Você tem todas as ferramentas para atrair tudo o que deseja e materializar em sua vida, apenas precisa deixar de lado o emocional, que a impede de usar a sua própria força e conhecimento em prol da sua felicidade. Você permaneceu por muitos anos com o sentimento de fragilidade emocional a comandar a sua vida e mascarar o que realmente queria. Acontece que, na posição de passiva, não consegue atuar no comando da própria vida. Precisa sim, tomar a posição de ativa e liberar-se da fragilidade emocional. Esse é um exercício para a sua própria evolução. Mas sabe que essa encarnação é apenas uma experiência, e que pode trilhar por ela com todos os recursos que desejar e que contribuirão com a sua caminhada, se olhares dessa forma. Acontece que perde o seu poder de criação quando se deixa levar pela fragilidade emocional. Você passou toda uma vida se preparando para que materialize a sua própria realidade. Apenas necessita agora deixar de lado o pensamento de sofrimento, e manipular as energias para seu benefício e felicidade, você sabe como fazer. Quando é para o bem filha, estamos juntos com você a promover a materialização de tudo o que deseja. Está em suas mãos.

Sou Mestra Pórtia em nome do conselho cármico.

PORQUE TENHO VISÕES?

Pergunta:

Olá Mestres. Ultimamente eu ando vendo flashes quando fecho os meus olhos, mesmo que por instantes, quando pisco por exemplo. Vejo com frequência um par de olhos grandes e amarelados, às vezes vejo outras formas, outros olhos, rostos, cenas, uma águia, tudo rápido e bem nítido. Quando eu era criança eu tinha sonhos com um rapaz muito bonito, era em uma praia, ele brincava comigo, não sei quem era, sei que gostava muito dele. E quando eu estava acordada eu o via em flashes, assim como está acontecendo hoje. Gostaria de saber do que se trata, e se puderem me esclarecer, pois isso me intriga. Gostaria de saber também quem seria este rapaz que mencionei, lembro-me do rosto dele até hoje, depois de tanto tempo. Sou grata pela presença de vocês em nossas vidas. Namastê!

Resposta:

Filha. Perceba que você vive simultaneamente em múltiplas dimensões. Você está materializada em diferentes manifestações de acordo com cada dimensão, em corpos diferentes, simultaneamente. Enquanto vive aqui em meio a experiência da matéria, nessa dimensão física, está também em outros lugares. O que vocês entendem como tempo, não é real. O tempo é presente, é simultâneo. Em cada dimensão é entendido de forma diferente e por isso acaba por ser simultâneo. Quando se eleva em conexão com o Eu Sou, necessita passar por diversas camadas de superação pessoal, gradativamente vai tomando contato com os seus outros Eus, mas não se lembra, pois acontece em milionésimos de segundo no tempo terreno. Sendo assim filha, não há com que se preocupar. Isso é completamente natural e indica apenas que está em contato com múltiplas dimensões, assim como todos. Ocorre que, gradativamente todos terão essa compreensão, por hora apenas alguns conseguem perceber, o que se tornará natural e fará parte dos seus dias, que é o fato de terem ciência de que vivem em múltiplas dimensões. Estabeleça o contato com o Eu Sou, e mantenha-se alinhada, também ao Sol Central Planetário, para que viva aqui essa experiência encarnacional na Terra, e que dessa forma absorva melhor os aprendizados aqui da terra, sem deixar-se levar pelos devaneios da mente que podem surgir em detrimento dessas visões. Fica em paz filha.

Sou Melquisedeque

COMO AJUDAR O MEU PAI

Pergunta:

Olá Mestres, minha gratidão por poder lhes falar novamente, desde alguns anos estou lendo e aprendendo muito sobre a espiritualidade e isso têm me libertado. Mestres eu estou tentando limpar sentimentos negativos, estou buscando me conhecer para que eu possa cumprir minha missão nesta reencarnação. Tenho uma família maravilhosa e me preocupo muito com meus pais, sinto que tenho que resgatar algo com meu pai, muitas vezes tento fazer com que ele enxergue o mundo de uma forma diferente, porque sinto que ele está preso em seu próprio mundo e um pouco alienado, mas sempre que tento falar com ele a respeito de uma situação eu acabo me irritando e nunca consigo manter um diálogo saudável e que possa ajudá-lo, depois disso me sinto frustrada e com remorso por ter discutido. Já tentei não me irritar e não impor minha opinião, apenas conversar, mas ainda não consegui. Mestres como posso mudar essa situação? O meu pai também está depressivo e com diabetes, parece que ele se fechou para o mundo, está passando por dificuldades financeiras e isso o faz se sentir ainda pior. Em casa estamos tentando ajudá-lo a tratar a depressão e diabetes de forma alternativa com remédios fitoterápicos e passes no centro espírita, mas não conseguimos levá-lo até lá, ele acha que não precisa de ajuda e que está tudo bem. Em casa nós estamos angustiadas, queríamos tanto ver meu paizinho com a jovialidade de outrora. Queridos Mestres o que se passa com meu pai e como podemos ajudá-lo? Minha gratidão.

Resposta:

Minha filha. Quanto mais fácil seria seu mundo, se compreendesse que esse Senhor, seu pai, criou seus filhos, teve sua família, sempre fazendo do jeito que se sentia bem e da melhor forma possível. Lutou assim como todos, com suas próprias restrições interiores que ainda continuam a ser purificadas, agora já com sintomas físicos e psicológicos decorrentes da idade. Filha, não perca a abençoada oportunidade que lhe é concedida de simplesmente estar ao lado de seu pai, sem pedir nada, apenas o aceitando da forma como ele é. Pois ao longo da vida ele adquiriu sabedoria, aprendeu uma forma de viver, um padrão que não será rompido senão por ele mesmo. O que a leva a pensar que é mais sábia que ele? Que pode o ajudar a escolher um melhor caminho? Percebe filha, que é seu ego a gritar por achar que pode resolver o problema de todos, quando há situações que antes, precisam ser resolvidas dentro de ti. Antes de pensar saber o que é melhor ao seu Pai, aprenda a ser carinhosa com ele filha, a ouvir ainda que não concorde, porque talvez seja essa sua missão junto a ele. De se mostrar compreensiva. Perceba minha querida, que há um gatilho dentro de ti que a remete a situações passadas nessas conversas. O desiquilíbrio que sente nada tem a ver com seu pai, porque se buscar com verdade verá que o que sente não está externo, mas dentro de ti. E a situação que seu pai vive só a ajuda a despertar esse gatilho que está em seu interior. Seu pai como um senhor idoso, não aceitará que digam sobre sua vida, pois possui sua própria sabedoria. Ao invés disso, tente buscar em seu interior o que a tira do equilíbrio necessário a manter o diálogo e, então, verá que não é seu pai, mas você mesma. Esteja em paz. Sou seu irmão.

Mestre Gregório (Chico Xavier)

FALTA DE VITALIDADE

Pergunta:

Queixo- me, desde sempre, de falta de vitalidade. Sempre me senti debilitada, frágil, embora digam que sou forte. Frequentemente, durante o dia, tenho variações grandes de energia. Por vezes, sinto a energia a esvair- se sem saber o motivo. É uma sensação de desfalecimento. Outras vezes, quando me proponho fazer uma tarefa que até pode não ser difícil , de imediato, sinto desânimo e falta de forças. É como se a execução da mesma exigisse um esforço que está fora do meu alcance. Serão memórias? Neste momento atravesso uma fase em que me sinto melhor. Gostaria que me elucidassem sobre o que se passa comigo e se o trabalho que venho desenvolvendo a nível espiritual se ajusta, e é o mais adequado para ultrapassar o problema. Grata pela oportunidade que me é concedida.

Resposta:

Salve fia. Salve a força de Ogum, salve Iemanjá e o reino dos orixá. Salve mainha natureza, os quatro vento e Iãsã. Salve! O sentimento de desfalecimento e canseira excessiva advém do giro energético dos chacras, que são paralisados quando a filha toma contato com certas energias. É o sentimento do fechamento dos chacras e dá a sensação de desfalecimentos do campo áurico. É como se por breves momentos a fia passasse a ter os chacras fechados e depois, através da sua luz, eles voltasse a vibrar e retomar o giro natural. São energias que acompanham a fia para atrapalhar mesmo o dia, para bloquear o desenvolvimento da fia. Busque os elementais da natureza fia, alimentando-se de vegetais, frutas, sucos, que a energia vai permanecer em seu campo áurico, essa energia que te manter revitalizada. A fia vai diariamente pedir proteção aos Orixás, Mãe Iãsã, que vai estar junto da fia protegendo de toda energia que entre em contato com a fia. Mas a principal força que a fia vai ter que ter é a de vigiar os pensamentos, manter a paz interior, não se envolver em mesquinharias, evitar falar das pessoas, manter a energia em alta. Porque caso contrário, a fia não vai manter-se protegida. Salve a força de Ogum e Oxalá. Salve!

Pai Benedito de Angola

COMO SUPERAR O MEDO

Pergunta:

Amados Mestres, como superar o medo? Estou despertando e seguindo o caminho espiritual que meu coração indica, e já consegui algumas experiências valiosas no plano físico e astral. Mas o medo está bloqueando meu progresso. Tenho medo apavorante dos irmãos das estrelas, não sei se está relacionado com traumas de infância, mas não entendo porque tenho tanto medo do que existe do outro lado do véu e suas manifestações. Preciso superar isso, pois sinto que não saio do lugar, estou estacionada no mesmo nível de consciência. Gratidão Amados Mestres! Namastê!

Resposta:

Saudações filha. Hoje venho lhe dizer que a alma é a morada do nosso Pai. Guardamos em nosso coração a energia primordial de Deus, que se resplandece na certeza que ele se encontra no controle de toda criação, onde nada ocorre sem seu conhecimento. O que sente é apenas o contato com seu despertar, onde aos poucos se liberará para sentir isso que guarda no coração. Quando iniciamos o caminho do despertar focamos no externo, no mundo, buscamos por aquilo que está externo a nós e que ressoa ou nos causa medo. Esse processo é natural, um processo de desprendimento do julgamento que por muito tempo nos separou dessa energia amorosa que guardamos em nosso coração. Aos poucos filha, perceberá como todos esses anseios, medos, não farão mais sentido. Muita coisa deixará de fazer sentido em sua vida. Mas justamente nessa ausência de propósito, é que terá que se buscar, terá que procurar por aquilo que te causa felicidade. E nesse dia não terá mais dúvida se está no caminho correto, porque as perguntas cessarão e de sua quietude interior resplandecerá a luz maior, Deus que está guardado em seu coração. Esteja em paz.

Sou Mestra Nada

DÚVIDAS NA GRADUAÇÃO E RELACIONAMENTO AFETIVO

Pergunta:

Saudações aos Mestres! Gostaria de perguntar-lhes se conseguirei começar a graduação de Medicina nessa existência. Tenho tentado há tanto tempo. Enquanto isso por motivos financeiros, concluí outra graduação que não me satisfaz por completo. Conseguirei fazer Medicina algum dia nessa vida? Estava escrito no meu Plano para essa Encarnação (no meu Destino) essa espera grande pela realização desse sonho? Eu amo estudar. Por que será que ainda não realizei esse sonho? Também gostaria de perguntar sobre a minha vida amorosa. Não me encanto facilmente por rapazes do meu convívio diário, porque tenho a impressão (forte!) de que fiz um acordo de espera, com outra alma. Não sei se isso faz sentido, mas sinto profundamente dentro de mim que devo esperar por essa alma, e sinto que ela está muito longe de mim, em outro país. Na verdade, eu sei quem é essa pessoa, e estou mentalizando-a, agora. Será que devo confiar nessa intuição, nesse sentimento? Devo aguardar esse encontro, ou estou sendo enganada por algum mecanismo da minha própria mente? Esse laço de compromisso que sinto é real? Essa pessoa está esperando por mim por algum acordo espiritual que fizemos antes de encarnar? Com Amor e Gratidão!

Resposta:

Olá filha. Percebe o quanto adentra em um processo mental, onde planeja o futuro, a profissão, idealiza o relacionamento que mais acredita que seria salutar, mas esquece de viver. Simplesmente viver em uma sociedade que impõe padrões, costumes, anseios e que vive dentro da mente do querer e querer, sempre lutando por se manter no controle da vida. Veja que não há nada de errado em simplesmente querer algo de bom em sua via, de querer a profissão que deseja, de querer o relacionamento que em termos lógicos seria mais adequado. Mas a vida filha, não foi feita para se viver assim, com tantos anseios, com tantos quereres. Ela deve ser vivida com sentimento, não com a mente. Ao se fechar nesses aspectos se prende em um processo que bloqueia seus sentimentos, deixa de se pôr em contato com o coração. Pois se ouvisse seu coração não teria tantas perguntas, saberia aquilo que te faz bem e teria a certeza de que sempre esteve no caminho correto. A mente, filha, cria idealizações que a vivência fatalmente nos trará decepções, pois nenhum plano, por mais perfeito que seja, substituirá a vivência de uma vida em integridade à Essência que flameja em seu coração. Não trilhe por esse caminho mental, ao contrário, silencie-se e permite que as respostas se dissolvam em sua mente, como uma calda que escorre pelos pensamentos inquietantes que não permite que se aquiete para simplesmente viver a vida. Esteja em paz.

Sou Serapis Bey


Canais: Thiago Strapasson e Michele Martini – Abril de 2017.

Colaboração: Ilza Barreto.

Fonte: www.pazetransformacao.com.br

segunda-feira, 3 de julho de 2017

PERGUNTE AOS MESTRES - 69


CONGREGAÇÃO DE PAZ E TRANSFORMAÇÃO

PURIFICAÇÃO E TRANSMUTAÇÃO

PAZ, LUZ E AMOR.

* Para enviar uma pergunta aos Mestres, acesse o site:http://www.pazetransformacao.com.br/. O formulário permanece disponível somente às segundas-feiras.

COMO CRIAR UMA NOVA VIDA?


Pergunta:



Gratidão queridos Mestres, Anjos e Guias pelo vosso amor, proteção, orientação e bênçãos que trazem ao meu ser e à minha vida. Estou num momento importante da minha vida em que tenho a possibilidade e apoio para criar a vida sonhada, no entanto parece que estou presa, não consigo agir, escolher ou decidir, não estou a ver o meu trilho verdadeiro, não estou a ver as pessoas e situações com quem poderei co-criar uma nova vida, e não sei como e o que fazer para avançar e em que trabalho e local poderei me encaixar. Gostava muito de viver um amor verdadeiro e de partilha, ainda tenho uma pessoa na cabeça, mas acho que isso nunca vai se concretizar, será melhor deixar essa pessoa partir de vez da minha vida? Porque terá essa pessoa aparecido na minha vida? Por último, há algo importante para eu saber neste momento e que não estou a ver e entender? Muito grata de coração.



Resposta:


Filha do coração. A reposta é sim. Tem algo que não está a ver. Não está a enxergar com os olhos do coração. Estás a olhar apenas com os olhos da matéria. E a imagem é diferente quando olha desses dois ângulos minha filha. Você está inserida na realidade que cria com a sua mente, que é apenas de confusão, onde nada se concretiza e não há um caminho bem estabelecido diante de ti. Você começará a perceber o caminho do coração quando deixar de pensar "com a mente", quando deixar de buscar por algo, de sonhar com algo. Quando estiveres centrada em seu presente e começares a cultivar o sentimento mais importante para estabelecer o equilíbrio, a gratidão, você verá como gradativamente conseguirá encontrar o sentimento que busca, de satisfação e alegria com a sua própria vida, assim como ela é agora. E essa alegria fará com que mantenha cada vez mais acesa a chama Trina que é a conexão com o seu Eu mais sutil. Deixará de ouvir os chamados do eu inferior que a puxa para baixo, olhando apenas com a matéria, e assim permanecerá cada vez mais estável nesse nível de compreensão, o do Eu Superior, através apenas do sentimento de gratidão. O futuro de paz, amor e felicidade, se manifesta em sua vida dessa forma, sem esperar ou buscar por ele, quando percebe, ele simplesmente está ali, e sua vida já é outra, já perceberá a transformação ocorrendo. Mas para isso é necessário o solo arado, o terreno preparado, que é a gratidão a irradiar do seu coração, que prepara o terreno para o plantio das sementes por Deus na sua vida. Esse é o sentimento de devoção. É a energia de Hanuman. Jay!

Sou Hanuman

PEDIDO DE LUZ E ESCLARECIMENTO

Pergunta:

Amados Mestres, todo o meu amor e minha luz em gratidão pela direção e amor de todos vocês, todos os seres de luz, guias, mestres e anjos. Muitas mudanças têm ocorrido em minha vida, mas há momentos que eu sinto que estou acomodada em meu relacionamento e em meu trabalho. Receio que seja falta de coragem em ser mais arrojada e tentar escutar meu coração. Gostaria de cumprir meu propósito divino nesta vida e não ficar acomodada. Por outro lado, tudo parece tão bem e que imagino que seja apenas um devaneio meu e uma dose de fantasia e romantismo. Agradeço com todo o meu amor por uma palavra de luz e esclarecimento. Muito obrigada. Amor e Luz.

Resposta:

Filha. Por tanto tempo estiveste a sofrer, que chega a duvidar do fato de estar bem e em paz. Mas para que realmente esteja bem necessita compreender que a vida é para ser vivida. Não precisa buscar incessantemente por nada. Basta que viva e se sinta satisfeita com o necessário em sua vida. Esse é o estado daqueles que se deram, por satisfeitos na vida, que aprenderam a leveza de se respirar. Pois qual seria seu propósito senão o de permanecer em paz com sua vida. Qual seria o propósito maior de cada ser humano senão o de estar bem com sua própria vida. Quando sente que deve buscar por algo mais filha, é o ego que não compreende o estado de completude em si mesma. Esse é um sentimento que a mente não compreende. Então esteja em paz filha, pois essa é sua única missão. Tudo o mais são exigências mentais que nada dizem sobre ti. De seu amoroso irmão.

Chico Xavier (Mestre Gregório)

PORQUE ME SINTO TRISTE E DISTANTE DAS EXPERIÊNCIAS DA TERRA?

Pergunta:

Amados Mestres, novamente recebam meu amor e minha gratidão por essa oportunidade. Gratidão imensa também aos queridos irmãos, Michelinha e Thiago, por tamanha doação. Mestres, nesta última sexta-feira eu completei mais um ano de vida na Terra, e sou muito grata por essa oportunidade de estar aqui crescendo tanto, e aprendendo. Porém, desde minha infância nesta vida sinto uma tristeza muito profunda, algo que não sei de onde vem, mas me parece ser muito antiga. Essa tristeza me paralisa em muitos momentos, não sinto vontade de ter vida social, de sair, de passear, e muitas vezes, vem acompanhada de um cansaço físico muito intenso também. Mestres, eu sinto que estou desperdiçando um tempo precioso, em que eu poderia estar vivendo experiências na Terra com maior intensidade e envolvimento, e poderia estar contribuindo mais também. Eu gostaria de saber que tristeza é essa? De onde vem? Quero muito me curar disso Mestres e não quero continuar reclusa em casa enquanto parece que a vida acontece lá fora. Gostaria de saber como posso sair dessa tristeza e dessa falta de ânimo, o que preciso entender sobre isso? Como faço para trazer mais alegria para a minha vida, mais leveza e mais disposição e energia para viver tudo o que uma vida na Terra pode proporcionar, e também para que eu consiga contribuir mais? Com todo amor, novamente sou muito grata, Mestres amados!

Resposta:

Unidos em paz nós traremos mais luz a esse planeta. Essa é uma frase que diz muitas coisas, não é filha? Pois então você pode perceber que "unidos" não significa “unidos em carne”, mas sim unidos em Alma, unidos em uma só energia. E para que a energia seja boa filha, que seja de equilíbrio e que possa trazer paz, às vezes a união da carne atrapalha. Cada um tem uma estrada nessa vida a trilhar, mas no final, todos serão unidos em uma só. Essa sensação de vazio e de tristeza filha é o chamado da sua Alma, do seu coração, para que ocorra essa união. Pois no seu interior está a verdade que sabe que você é Um com o todo. Mas se sente desconectada desse todo apenas pelo fato de não estar participante fisicamente em experiências da matéria. Mas perceba que tudo tem a sua hora, filha. De que adiantaria jogar-se nas experiências da matéria para que se desequilibre, e então não consiga promover a união em Um como energia de paz? Perceba que cada etapa da vida contribui para que seja concretizado um aprendizado, e que resultará no mesmo fim. Apenas aceite cada fase como ela se apresenta. Se agora está em uma fase onde sente melhor dentro da sua verdade, e limitada do excesso de experiências da matéria, é porque assim será bom para você. Mas se necessitar viver experiências de forma mais intensa no ambiente externo, então que para isso esteja preparada, para que permaneça a sua paz, e que vá de encontro às novas experiências em paz, livre de ansiedade ou de expectativa, para que não inicie algo com as bases do desequilíbrio. Portanto, filha, fica em paz que o velho vai estar contigo em energia. Salve!

Pai José de Aruanda

REDUZI A QUANTIDADE DE TRABALHO, MAS NÃO SEI SE DEVO VOLTAR AO ANTIGO RITMO

Pergunta:

Queridos Mestres, há mais ou menos dois anos, deixei alguns empregos que tinha. Na época não entendia bem o que se passava comigo, apesar da minha vida profissional estar estável, me sentia cansada e com um forte desejo de mudança. Depois que tive meus filhos, a vontade de ficar com eles, e mais em casa, foi maior. Continuo trabalhando só que bem menos do que antes. Não foi uma mudança fácil, senti muito medo e insegurança. Hoje entendo o que se passou, foi um pedido da minha alma para que eu tivesse mais tempo para mim, mais tempo para me interiorizar, seguir meu coração. Sinto-me leve, em paz, com tempo para fazer o que gosto e ficar com meus filhos e meu marido. Mas confesso que de vez em quando me cobro para trabalhar mais, sei que são pensamentos do ego, pois ao abdicar dos trabalhos também abdiquei do ser, do ter, de uma forma de viver. Quando sinto meu coração, vejo que foi a melhor escolha que fiz, pois me sinto leve. Mas peço orientação dos mestres, pois às vezes fico confusa. Desde já agradeço a resposta.

Resposta:

Filha. Você coloca em primeiro lugar a própria paz em detrimento de distrações materiais que de nada contribuem para a sua evolução espiritual. E assim se sente feliz. Mas perceba que ainda permanece vivendo em meio à sociedade, e destoa dos padrões aceitos e respeitados por grande parte da sociedade. Inconscientemente é induzida a pensar que está deslocada, afastada, e que não faz parte desse todo, porque segue um caminho adverso ao de grande parte das pessoas. Você filha, deve silenciar em seu interior, compreendendo que sempre haverá momentos em que retomará as lembranças de tempos anteriores, onde vivia de maneira muito diferente do agora. Mas justamente o que faz com que sinta saudade do antigo, é a cura das feridas. Você já não mais guarda lembranças dolorosas e difíceis, mesmo que recorde em pensamento, mas essas lembranças já não têm morada em seu coração. Você está livre para seguir a estrada que escolher. Pode haver um momento em que seu coração a levará para que retome algum trabalho, mas que não será como antes, pois passou pela experiência. Apenas permita que seu coração a guie em paz, sem expectativas e sem criações mentais. Siga em paz filha.

Sou Pórtia

DIFICULDADES COM RELACIONAMENTO AFETIVO

Pergunta:

Olá amados, gratidão pela ajuda. Minha vida mudou muito nesses últimos três anos. Mudou para melhor. Mas existe uma questão no qual ainda tenho dificuldades, sei que nossa felicidade está em nós e não no externo. Mas enquanto nessa morada, gostaria de constituir uma família, ter alguém para seguir a caminhada, compartilhar os bons momentos da vida. Mas é uma parte onde encontro muitas barreiras e fico sem saber o que fazer, pois são sempre pessoas problemáticas. Estou me envolvendo com uma pessoa no momento, e não entendo de verdade o que a pessoa deseja, e o porquê de tanto receio de tentar, porque tanto impedimento. Tento ajudar de longe. Já passei por muitas coisas superadas nessa vida, mas fico a pensar se isso é algum resgate no qual tenho que passar, e o que não estou vendo nisso tudo. Peço orientação para que possa ver de forma mais clara, o porquê de tantas barreiras quando o assunto é relacionamento afetivo. E quanto ao rapaz, sinto que há algo errado com a pessoa, é uma boa pessoa, mas tem algo e gostaria de compreender. Peço vosso auxílio para ajudar a entender porque é tão complicado quando o assunto é relacionamento afetivo.

Resposta:

Filha do meu coração sou sua irmã, Maria Madalena. Venho a lhe dizer que conquistasse a autonomia que desejava, mas que ainda se prende a muitos quereres. É atraída por aqueles que cultivam a esperança em ti. Ao invés de se entregar ao sentir, ao ouvir, cultiva a esperança de um bom relacionamento e é isso que a conduz à repetição dos mesmos padrões interiores. Ao cultivar a esperança, cria expectativas, que faz com que entre em relacionamentos sem que sinta algo a mais, sem que se envolva verdadeiramente com aquele que está ao seu lado. Procure filha, desenvolver hábitos que te faz bem, conhecer pessoas com gostos afins, e participar de grupos de interesse comum, mas sem buscar por nada, sem criar expectativa e deixe que naturalmente seja atraída por alguém que tenha o mesmo interesse, que tenha gostos afins com o seu. Ao criar anseios, expectativas, acaba buscando pelo encontro e não permite que ele se dê ao seu tempo, sem cobranças, sem exigências. Necessita se despir da necessidade de ter um relacionamento, encontrando-se bem como está e então naturalmente, ao buscar por atividades que tocam seu coração, poderá trocar ideias com pessoas que se sentirá bem na presença delas e então, quem sabe, encontrará alguém para dividir seus dias. Esteja em paz.

Sou Maria Madalena

COMO ME CURAR DA ALOPECIA

Pergunta:

Amados Mestres, gratidão profunda por tudo. Desde jovem sofro de alopecia, e nos últimos anos isso tem se agravado por causa da mudança hormonal da menopausa, e também de uns anos para cá tenho mergulhado fundo na minha fossa para transformar lá em poço de água limpa, limpando cada dia mais os meus sentimentos, pensamentos e atitudes negativas e transformando tudo em Luz. Acho que já limpei os sentimentos e atitudes que deram origem a esse problema, mas não tenho certeza e gostaria de saber dos amados Mestres, o que mais tenho que fazer para me curar definitivamente desse problema e voltar a ter a cabeça cheia de cabelos. Aproveito para vos perguntar se nos tratamentos médico devo fazer a reposição hormonal sugerida, tenho certo receio porque acho que é contra natureza visto que o meu corpo foi feito para nesta fase da vida deixar de produzir certos hormônios. Amados Mestres digam-me aquilo que eu preciso saber para poder me curar de uma vez desse problema, e digam-me o que mais for importante eu saber neste momento da minha vida. Muito obrigada. Gratidão.

Resposta:

Filha. Há uma proposta de passar por infortúnios, que acabaram por te conduzir ao seu próprio interior. Foi necessário que assim ocorresse, pois ao ver os sintomas físicos de suas restrições, obrigou-se a se buscar, a melhorar. Do ponto de vista terreno foram duras provas, mas sobre uma visão maior, muita transformação ocorreu em seu interior. Esse foi o propósito da experiência que se cumpre a cada dia. Agora esqueça os problemas físicos, olhe ao que era e o que é hoje, quanto ganhou em compreensão, em humildade, em amor, quanto se limpou dentro de ti? Ao olhar novamente a essa experiência filha, muito provavelmente pediria a passar por tudo novamente. Pois na vida material tudo é transitório e passa, nada perdura, nem a vida. Então passaste por sua própria purificação de maneiro dura sim, mas foi assim a forma que seu Eu Superior encontrou para lhe mostrar a verdade. O problema físico não será do dia para a noite que irá se curar, mas você poderá sentir melhoras, como pioras, até que todos os reflexos de suas atitudes estejam totalmente limpos, tanto em sua mente quando em sua alma. Deverá ter paciência e confiança no processo, sabendo que é o melhor a ti, ainda que nesse momento não compreenda tudo que ocorreu e viveu. Mas um dia saberá o quanto enriquecedor foi tudo que experimentou. Não se preocupe tanto com seu corpo, deixe que ele flua naturalmente, com confiança de que Deus está no leme da vida e o melhor sempre se dará, no momento mais oportuno. Pois para Deus filha, não há uma folha que caia sem que ele tome conhecimento. Ele é tudo, assim como você. Esteja nessa certeza.

Mestre Kuthumi


Canais: Thiago Strapasson e Michele Martini – Abril de 2017.

Colaboração: Ilza Barreto.

Fonte: www.pazetransformacao.com.br