quinta-feira, 30 de junho de 2016

Lembranças – Mestre Jesus


Onde dois ou mais se reunirem em meu nome, lá estarei…

Sim, Filhos,

Aqueles que buscam a Luz, a ela encontrarão. Eu vos afirmei isso. A Luz é o alívio de todos aqueles corações já cansados, exaustos de apoiar a escuridão.

E vocês levaram a Luz à recônditos escondidos. Ainda não se lembram, mas acreditem em minhas palavras. Foi por meio da Luz, que aliviaram os corações de muitos que “bateram as suas portas”.

Vocês caminharam com fé, criaram um ambiente propício à propagação da Luz em seu interior e, com isso, a transformaram em obras. Obras pessoais que levaram ao longo de suas vidas.

E a Luz vos agradece pelo trabalho prestado, com todo Amor que levam em seus corações.

Mas gostaria de vos lembrar de algo que trouxe em minha existência, e que é alívio há muitos: “Bem aventurados os brandos e pacíficos”. E vocês sabem o que representam e porque lhes digo isso: pelo que representam.

A Luz tem muitas faces, mas sem a Paz não há Luz. Somente por meio da Paz que o Amor e todas as outras virtudes da Luz se manifestam.

Irradiem a Paz que se transformará em sua maior obra a os preparar a serem recebidos novamente aos braços do Pai.

De seu irmão amoroso,

Jesus

Canal: Thiago Strapasson – Dia 30 de junho de 2016

Colaboradora: Angélica T. Tosta

Fonte: http://coracaoavatar.blog.br/

Lembrem-se do básico – Mestre Serapis Bey



Saudações Filhos,

Hoje, venho a os lembrar do básico, do início, do Amor.

É dele que tudo se inicia e é a partir daí, que se irradia a Luz.

É nesse sentimento sublime que todas suas experiências devem se ancorar.

Sim, porque é daí que se desdobra a humildade, a serenidade, o respeito, a compreensão e todos os demais sentimentos sublimes, assim como é do esquecimento do Amor que se desdobra o medo, a angústia, a depressão e a perda da saúde física.


Eu vos asseguro que estando conscientes do Amor, abrindo-se a esse sentimento, tudo se tornará mais suave, mais fácil, mais tranquilo.

Nesse estado de Amor, as experiências são mais aceitáveis, porque há entendimento, há confiança e entrega. Nada se torna tão importante a ponto de os retirar desse estado de fluxo da vida.

Existem, então, algumas premissas básicas que devem ser mantidas por todos, e serem relembradas sempre que sentirem estar saindo desse estado natural de Amor.

A primeira delas é a compreensão de que o padrão mental, humano e social os retira desse estado de Luz, porque os leva ao medo, à falta e à intranquilidade. Irradiem Luz sobre esses sentimentos inferiores e lembrem-se de dar vazão a eles através de seu Coração, de sua Alma e de sua Essência.

A segunda premissa é o respeito que se desdobra da humildade, onde paramos de tentar demonstrar, a todo tempo, que somos mais capazes ou melhores. Nesse estado, simplesmente, somos e permitimos que aqueles ao nosso redor também sejam. Na humildade está a resposta às piores atitudes.

E, por fim, há uma última lição básica que os manterá num estado de iluminação: é a confiança e entrega de sua vida à Criação. É quando se retiram do estado de controle e, simplesmente, permitem e confiam que Deus sabe o que é melhor a cada filho. Esse estado os mantém centrados no Coração.

É no básico, portanto, Meus Irmãos, que estão as premissas a os manterem felizes, vivendo no Agora, em um estado de Amor.

Não compliquem demais as experiências. Elas são simples e nos ensinamentos básicos é que sempre estarão as melhores respostas.

Eu vos abençoo e vos agradeço. Estejam em paz.

Eu sou Serapis Bey

Canal: Thiago Strapasson – 30 de junho de 2016

Colaboração: Angelica T. Tosta e Solange Yabushita

Fonte: http://coracaoavatar.blog.br/   

terça-feira, 28 de junho de 2016

O Nascimento das Chamas Gêmeas - Thiago Strapasson



Não há separação, já lhe dissemos, mas sob seu ponto de vista, como poderia não haver separação, se vocês se comunicam entre si? Pois se tudo fosse Um, não haveria sequer comunicação, mas sim, uma única consciência. Ainda assim continuamos a dizer: Somos Um!

Somos Um, porque somos feitos de uma mesma energia fundamental. Essa é a energia primordial do Amor de Deus-Pai-Mãe que, em seu ciclo, aguarda, em estado de perfeição, o retorno de cada um de seus filhos.

Não há nada em toda a Criação que não provenha desse sopro inicial. Tudo nasce dessa energia inicial e todos voltarão a esse local de equilíbrio e se unificarão a essa energia fundamental. Esse é o ciclo energético da consciência.

Nascemos do entrechoque do desequilíbrio da própria Fonte. No desequilíbrio da Fonte, a consciência se “desamarra” de seu local de nascimento. É um ciclo necessário para a manutenção do equilíbrio fundamental e para o próprio desenvolvimento de Tudo O Que É.

Ao surgir o desequilíbrio no seio da Fonte, há o deslocamento desses fragmentos que geram esse estado momentâneo, para que as Mônadas saiam a experimentar e recuperar o perfeito equilíbrio energético.

É do entrechoque das energias fundamentais, o masculino e o feminino, que a consciência se desloca a dar vida a um novo elemento divino.

A Fonte Deus-Pai-Mãe é um seio de equilíbrio absoluto e Amor eterno. Um “berço de nascimento”, de onde a consciência se desloca para que possa experimentar o desequilíbrio e suas consequências dentro das Leis Universais da Criação.

O deslocamento não importa numa separação, salvo se o fragmento de consciência da Fonte assim desejar em sua experiência. Mas, ainda assim, após o aprendizado necessário e temporário, estarão a retornar a esse seio de unidade, pois essa é a consequência do estado de perfeição.

Para que haja esse deslocamento, dois fragmentos gêmeos, masculino e feminino, que se completam em perfeição, são deslocados simultaneamente para a manutenção do equilíbrio fundamental da Fonte e eles são denominados “almas gêmeas”, que saem a se experimentarem individualmente.

Em razão da Lei Energética da Atração e Repulsa da Consciência, esses dois fragmentos perfeitos se reencontrarão para que se reequilibrem por si só e, em estado de perfeição, retornem ao seio energético da Fonte-Deus-Pai-Mãe a agregar sua experiência ao Cosmos.

Todas as Mônadas que se deslocam, portanto, possuem um complemento divino perfeito. Seu destino é se reencontrarem no “berço” da Criação para se amarem e, conjuntamente, se auxiliarem na busca desse estado de perfeição, pois para a manutenção do equilíbrio primordial, a unificação é feita tanto às energias masculinas quanto às femininas.

Quando do nascimento desses fragmentos gêmeos e do deslocamento inicial, há a liberação de um fragmento inconsciente de tudo que o circunda. Ele sai do “berço” inicial a buscar sua própria evolução, para que encontre a perfeição energética de sua natureza.

Nesse início, há uma total inconsciência do Amor, pois a consciência se encontrava em “berço” de equilíbrio absoluto e, agora, deve buscar seu próprio crescimento e seu estado de equilíbrio e Amor. Mas, à medida que se desenvolve, redescobre esse seio de Amor perfeito e, no Amor, retorna a esse “oceano” de equilíbrio.

É como se um rio, depois de uma longa evolução, retornasse ao oceano. Assim são os fragmentos de Mônadas gêmeas deslocadas do “berço” da Fonte. Quanto maior o desenvolvimento, mais serão atraídos a um “berço” de perfeição e equilíbrio absoluto, que só existe no seio da Fonte.

O destino de todos nós é, ao lado de nossa chama gêmea, diluirmos nossa consciência na Fonte, de onde nascemos. Esse é o Ciclo da Criação.

Portanto, a Fonte é você no futuro, já que em um estado de “não tempo”, esses deslocamentos são um breve “piscar de olhos” a permitir a reunificação em equilíbrio novamente.

Então o destino de cada fragmento é, juntamente, ao seu complemento divino, experimentar a criação até o reencontro e fusão desses polos complementares, masculino e feminino, para que no estado de Amor absoluto se reunifiquem à sabedoria e ao Amor da Fonte Deus-Pai-Mãe.

Thiago Strapasson - 28 de junho de 2016

Colaboração: Angelica T. Tosta e Solange Yabushita

Fonte: http://coracaoavatar.blog.br/

segunda-feira, 27 de junho de 2016

Trançando sonhos - Thiago Strapasson e Talita Rebello


Às vezes eu me questiono se chegará o dia em que a humanidade entenderá que vive num mesmo canto, num mesmo abraço e respiro do criador.

Às vezes eu me questiono se chegará o dia em que a humanidade entenderá que essa não é a vida real, que este é apenas um sopro de nossa existência.

Às vezes eu me questiono se chegará o dia em que dia nos lembraremos de que somos a mesma luz, a mesma energia e o mesmo amor.

Às vezes eu me questiono se chegará o dia em que dia aprenderemos que o milagre da multiplicação se dá com a justa divisão dos frutos da Terra.

Nesses momentos eu olho em volta e tenho a certeza de que sim.

Há muitos de nós servindo como faróis em seus pequenos mundos.
 
Há muitos de nós guiando através do exemplo.

Há muitos de nós carregando consigo uma pequena plataforma, convidando as pessoas a nela subir e enxergar a vida sob uma perspectiva diferente.

Há muitos de nós permitindo, através da própria libertação, que as pessoas se expressem, se acolham e se curem.

Quanto maior o desvio, quanto maior a soberba, quanto maior a ganância, quanto maior a ilusão de separação, tão maior será a onda de luz, amor e unidade que banhará o planeta e promoverá o retorno ao estado de equilíbrio.

Deixe-se fluir com a onda de luz, como quem aquece o corpo cansado em um colo amoroso. Entregue-se. Aqui não há necessidade de controle. Há confiança, há humildade, há acolhimento.

Somos filhos de Deus e fomos criados à sua imagem e semelhança.

Como disse Carl Sagan, estamos todos embarcados em um pálido ponto azul, que gira em torno de si, em torno do Sol e através do Universo a uma velocidade inacreditável.

Em torno desse ponto azul há um satélite que dança em seu próprio ritmo, coordenando os nossos ciclos corporais e as marés e, graças à gentileza do sol que lhe empresta o seu brilho, produz lindíssimos espetáculos no céu.

Um pouco mais afastado, há um planeta de proporções gigantescas que se coloca a serviço como um anteparo, como um escudo, atraindo para si todos os corpos que poderiam atingir o pequeno planeta em que vivemos.

Está claro que há um maestro muito habilidoso e gentil coordenando essa orquestra. Coordenando a nossa vida.

Tudo o que há não é apenas funcional e indispensável, também nos mostra que precisamos trabalhar em conjunto, um servindo ao outro.

Somos instrumentos que podem optar por seguir as ordens do maestro e tocar em harmonia, ou, cada um a seu ritmo, servir apenas à própria vontade (sem produzir resultado nenhum).

A partitura foi estrategicamente posicionada: está fora da sua zona de conforto.

Thiago Strapasson e Talita Rebello - 27 de junho de 2016

Fonte: http://coracaoavatar.blog.br/

domingo, 26 de junho de 2016

A Grande Fraternidade Branca e seu significado – Mestre Kuthumi



Queridos Irmãos,


Viemos lhes trazer breves palavras sobre o sentido da Grande Fraternidade Branca e seu significado.

A Fraternidade é, antes de tudo, uma unificação de irmãos em um propósito comum, uma Unidade de Luz, uma Irmandade de comunhão em Amor incondicional a todos.

A Humanidade aprendeu a observar a Fraternidade a partir de um conjunto de cargos, hierarquias, seres que, sob um ponto de vista humano, seriam uns mais importantes que outros em razão do cargo que ocupam. Mas não é assim, Meus Nobres!


A Fraternidade é, antes de tudo, uma comunhão fraterna de seres unificados à Fonte de Luz Deus-Pai-Mãe. Seu sentido é a Irmandade à Serviço da Luz, para a difusão do Amor, da Comunhão, da Compaixão e do Carinho e entendimento recíproco.
Todo ser que se vincula à Grande Fraternidade Branca, primeiro, aprendeu o sentido da amizade, do respeito às diferenças, da Irmandade; segundo, que são seres em Unidade à Fonte Deus-Pai-Mãe, que trabalham em comunhão à Força, à Sabedoria e ao Amor dispensado pela Energia Cósmica da Criação.

A apresentação da Fraternidade, segundo um aglomerado de cargos, foi uma forma que tínhamos, na época, de lhes transmitir o trabalho que ali é realizado: a função dos raios e das casas dispensadoras. Foi, também, uma maneira de humanizarmos a Fraternidade para sua apresentação inicial, para que pudessem compreender sua estrutura de funcionamento.

Num primeiro momento, tiveram contato com essa estrutura fria e hierarquizada. Não que estivesse errado, mas é o melhor que podia ser feito diante da densidade energética existente na época.

A Fraternidade é muito mais que um conjunto de cargos e funções distribuídas entre os Mestres e as casas dispensadoras. Ela é uma comunhão de Irmãos, unidos pelo Amor mais puro da Fonte, e pelo propósito de irradiar a Luz da Fonte à Humanidade.

Todos aqueles que compõem a Grande Fraternidade compreenderam o sentido do Amor, da Fraternidade e, então, em estado de comunhão e entrega absoluta, permitem que cada Irmão irradie a autenticidade de seu Coração ao melhor desenvolvimento do propósito comum. Não há hierarquia, não há líderes, há apenas uma permissão que faz com que o Todo trabalhe na perfeição da irradiação da Fonte Divina.

Os cargos que lhes transmitimos são naturais. Não há um manual, um regimento, não há competição por quem ocupará o cargo, por aquele que é mais capaz. Todos estão em um estado de humildade que os coloca, simplesmente, à Serviço da Luz e de seu próprio Coração.

Sem essa compreensão, vocês jamais entenderão uma Fraternidade de Mestres, de Irmãos fraternos que se conectam à Sabedoria da Fonte e, assim, são capazes de exercer o melhor ao Todo.

Aqueles, portanto, que são chamados a compor a Fraternidade e a se pôr a serviço são aqueles que compreendem o sentido da Irmandade, do Amor, da Aceitação das diferenças e que já é maduro para entender que é da diferença que se faz o Todo. Pois esse é o sentido da Grande Fraternidade Branca.

Meus Irmãos, cada de um de vocês só chegará à Fraternidade ao se abrir de coração à Paz, ao Amor, à Fé, a Devoção e à Sabedoria da Fonte. Ao entrar em um estado de confiança, seremos capazes de ver a verdade de seu coração e, então, você estará se tornando um membro, um amigo, um irmão de nossa Fraternidade.

A porta até nós está em seu Coração, em sua permissão à unificação a Fonte, na compreensão das diferenças, na amizade para com todos, quando as pessoas deixarem de te incomodar pela atitude delas. Então, você será um membro da Grande Fraternidade Branca, pois estará a caminho do reencontro do Amor da Fonte.

Eu vos abençoo, Meus Irmãos, porque sou Kuthumi, um Irmão que, com muita honra, vem lhes explicar o sentido da Grande Fraternidade Branca.

Que estejam sob as bênçãos de Deus-Pai-Mãe.

Mestre Kuthumi

Canal: Thiago Strapasson – 26 de junho de 2016

Colaboradoras: Angelica T. Tosta e Solange Yabushita

Fonte: http://coracaoavatar.blog.br/  

sexta-feira, 24 de junho de 2016

As Chaves do Coração – Mestra Rowena


Meus Amados Filhos, que as bênçãos do Amor estejam a os iluminar hoje e sempre.

A cada dia estaremos mais próximos de vocês, para soprar nossas doces palavras a lhes aliviar os corações, que já estão, muitas vezes, tão cansados desse processo.

A nossa intenção é sempre os aliviar, os tornar mais fortes, mais compreensíveis, sempre com um sopro de esperança, de sabedoria e de força.

Mas isso, não porque precisamos os apoiar, mas, sim, porque o Amor que nos irradiam, quando nos aproximamos, rompe as barreiras de seu mundo a nos trazer ainda mais perto de vocês. Toda vez que nos aproximamos, vocês emitem apenas Amor, admiração e nada mais, porque, no fundo, trazem dentro de si o sentimento de Unidade com toda a Criação. Caso contrário, não nos amariam tanto!

E, nessas palavras, temos a grande oportunidade de irradiar nosso Amor, e os abrir para que emitam o Amor que está em seus corações de volta à toda a Criação. É uma grande oportunidade, a nossos seres, de ajudá-los nesse caminhar e, com isso, também nos enriquecer com suas experiências. É uma troca gentil e fraterna que realizamos nessas leituras.

Sabem, Amados, a bagagem emocional, que trouxeram para liberar nesses tempos finais, é daquelas mais pesadas, que carregaram por muito tempo em seu interior. Ela foi motivo de muita dor, de muitos desafios e até mesmo da abertura de tantas vidas, entre idas e vindas, entre nosso plano e o terreno.

Essas palavras que os trazemos, portanto, são um alento para que olhem ao próprio processo – a qual cada um de vocês passa – para que reflitam, para que tentem sentir seus corpos, para que passem a se olhar e, assim, compreender a experiência terrena.

Nós trazemos palavras de empoderamento, não porque precisam disso, mas porque vocês, Mestres Amados, têm tudo que precisam em seus corações e vocês são os sábios e corajosos, que aceitaram a linda missão de se elevarem e, assim, elevar um planeta junto.

Vocês vieram a proteger esse ambiente, por tudo que trazem dentro de si, pois muitos são impedidos de dar continuidade aos seus planos, apenas por vocês estarem aqui nesse planeta.

Nós trazemos essas palavras como chaves de seus corações para os lembrar de que trazem dentro de si TUDO que precisam e, com isso, temos a grande oportunidade de os auxiliar neste processo. Sim, auxiliar, porque essas pequenas chaves são nada diante de TUDO que trazem dentro de si; elas são apenas pequenos lembretes de Amor.

Não há nada, Mestres, que não saibam e que não esteja em seus Corações, mas nós estamos aqui para os apoiar e trazer essas chaves que tanto apreciam e os enobrece em seu dia. Nosso papel é o de apoiá-los e, o de vocês, é o de brilharem e permitirem que, no processo de purificação e iluminação, expandam a consciência e ancorem Luz num ambiente tão carente da verdadeira sabedoria.

É um processo duro, sim, que os toca no âmago do coração, mas as bênçãos que tirarão daí serão infinitas, maiores que a própria vida.

Eu vos abençoo, pois sou Rowena, a Mestra do Amor e venho hoje a os agradecer por nos amarem tanto.

Mestra Rowena

Canal: Thiago Strapasson – 24/06/2016

Revisão de texto: Angelica T. Tosta e Solange Yabushita

Fonte: http://coracaoavatar.blog.br/

quarta-feira, 22 de junho de 2016

O Enobrecimento da Alma – O Pai Divino


Saudações, Meus Filhos!

Sou seu Pai Divino, o polo masculino da Fonte, a energia quente de ativação de todas suas experiências.

Como seu Pai Divino, digo-lhes que minhas energias foram usadas de forma brusca, de maneira densa, em desequilíbrio. A humanidade desequilibrou as energias masculinas utilizando-as com desvio para anular ou até mesmo para oprimir a minha contraposição enérgica, a Mãe Divina.

O equilíbrio é o que os conduz à plenitude, ao ancoramento adequado, à suavidade, mas o uso inadequado das energias comprime a polaridade adversa, causando a reação das energias contrapostas. É um caminho que os leva à aspereza, à dificuldade, porque ele age de forma a resistir ao caminho natural.

As energias sempre estiveram disponíveis, Meus Filhos, tanto as que os irradio quanto as da abençoada Mãe Divina – a polaridade mais leve, sutil, delicada, ou seja, o lado materno do cuidado absoluto, do carinho e da suavidade.

E vocês optaram por desequilibrar a condução das experiências, utilizando sobremaneira as energias que os disponibilizei e se desviando do caminho do equilíbrio.

Todas as energias sempre estiveram à disposição, mas a falta de cuidado com o equilíbrio, a “não opção” pelo caminho do meio, sempre os conduz a um trajeto mais áspero, em que as energias se sobrepõem umas às outras e levam à mitigação do outro polo. Esse é o caminho da resistência e da luta.

Eu vos digo sobre o respeito à Mãe Divina, a qual por éons a humanidade faltou, assim como também fui desrespeitado em outras épocas. Mas em ambos os casos houve o desequilíbrio, a anulação de um polo e a resistência que os conduziu ao caminho da dor e do sofrimento. O mau uso das energias sempre leva a uma reação adversa da Fonte. É a lei da causalidade que impera na Criação.

Com o desequilíbrio, vocês criaram uma energia masculina vingativa de luta, onde raiva e ódio imperaram e a ganância e a soberba conduziram seu mundo. Isso foi fruto do uso desequilibrado das energias que disponibilizei. Percebam como essa conduta corrupta de manipulação é fruto do desequilíbrio das energias, pois ao abusarem do uso da energia masculina, criaram um desequilíbrio que foi vendido como um Deus vingativo, que privilegia os filhos mais abastados e corajosos, quando é por meio do equilíbrio que se dá o caminho do Amor, da suavidade e da condução adequada das experiências.

A energia masculina é a energia da proteção. É o polo ativo que dá o impulso inicial, mas o caminho só é bem conduzido se for de maneira amorosa e suave, mantendo o respeito às características femininas, da doçura, do acalentar, do entendimento, da compreensão. Mas vocês se desviaram tanto desse equilíbrio natural, que não só oprimiram o feminino, mas o masculinizaram. Na tentativa de buscar o reequilíbrio, vocês tentaram trazer a igualdade, não a partir da permissão do estado feminino de ser, mas tentaram trazer a supremacia masculina ao feminino. Geraram, assim, maior desequilíbrio e mais aspereza no caminho.

É chegado o tempo de trazerem de volta esse equilíbrio ao seu mundo, de darem vazão ao feminino, para que assim o Amor possa se manifestar incondicionalmente e de forma equilibrada.

Eu sou seu Pai Divino e irradio a partir do lado masculino da Fonte. Não sou vingativo, não sou bruto e não penalizo meus filhos. Eu os amo tanto quanto a Mãe Divina e peço, Meus Filhos, que permitam ao lado feminino se reequilibrar nesses novos tempos, em respeito à energia da Mãe. Para isso, precisam abandonar os preconceitos e crenças que construíram a partir de um homem rude, soberbo, que luta por sua sobrevivência e de sua família. Construindo um humano delicado, amoroso e compassivo consigo e com todos. Vocês precisam abandonar essas crenças do homem rude, pois já é hora da Mãe os conduzir com graça e facilidade ao seu colo de Amor.

Eu vos abençoo para que encontrem o caminho da felicidade e do reequilíbrio amoroso.

Seu Pai Divino.

Canal: Thiago Strapasson – 22/06/2016

Colaboradoras: Angelica T. Tosta e Solange Yabushita

Fonte: http://coracaoavatar.blog.br/ 

domingo, 19 de junho de 2016

Como pedir proteção divina? – Arcangelina Fé


Que a Presença Divina guardada em seus corações flameje a os proteger e abençoar.



A Chama da Proteção, que irradiamos aos seus campos energéticos, os bloqueia de tudo aquilo que os tira do equilíbrio.

A Proteção Divina da Chama Azul é uma bênção aos filhos que buscam pelo Amor, pela verdade e sinceridade do coração.

Invoquem a Chama da Proteção que vem irradiada do núcleo divino da Fonte, a fim de proteger todos aqueles que trazem a verdade de Deus em seus corações.

É através dessa chama que nossos Amados Irmãos atingem o âmago de seu poder interior, que mantém a fé nas situações de desafio. E, se utilizada com equilíbrio, é capaz de abrir aqueles corações fechados ao Amor, para que possam receber a energia mais pura da Fonte.

A Chama do Poder e da Proteção é também um raio de Amor, pois é através dela que os filhos podem ir aos caminhos mais sombrios da existência, a irradiar a verdade do coração. Invocai a Chama Azul da Proteção em todos os momentos de confronto, de ofensa, de disputa de egos, que ela estará a os proteger do ambiente hostil, permitindo que a paz irradie de seus corações, a trazer conforto àqueles que se desequilibram em sua existência.

Imaginem um tubo da Chama Azul descendo sobre suas cabeças até seus pés, a os proteger para que permaneçam em paz e resguardados de toda situação hostil. Junto à Chama da Proteção que estará ao seu auxílio, está toda a ordem comandada pelo amado Arcanjo Miguel e por mim.

Abençoem a ordem dos anjos protetores, que permitem que seus irmãos estejam amparados no caminho do cumprimento de sua missão de alma.

Utilizem da Chama Azul em seu dia, pois ela é abundante e infinita e, junto dela, toda a ordem de deuses protetores estará a os amparar com seu carinho fraterno.

Digam com seu coração e toda a fé que serão prontamente atendidos, sempre que se sentirem ameaçados: “Que a Chama da Proteção do amado Arcanjo Miguel e Arcangelina Fé ilumine todo meu ser nesse momento a me proteger de todo mal. Eu abençoo e agradeço a proteção divina que recebo nesse momento de aflição e permaneço em paz, entregue ao nosso Deus Criador.”

Digam com fé na ordem Angélica de proteção, em uma situação de confronto, que se preparam a vivenciar: “Que os anjos protetores que me amparam, estejam comigo nessa situação a me proteger de todo mal. Que me acompanhem nessa situação que se apresenta e iluminem meus atos para que o melhor se dê”.

Digam em uma situação de inquietude, de dor e ameaça interior: “Que o abençoado Arcanjo Miguel e Arcangelina Fé e sua ordem de protetores me iluminem nesse momento, em proteção, para que meus pensamentos se harmonizem e apenas meu coração seja a verdade de minha alma. Eu agradeço, nesse momento, a bênção do auxílio que me alivia.

A ordem Angélica e de protetores do amado Arcanjo Miguel pode ser invocada em qualquer situação de desafio pessoal: “Que os deuses protetores estejam a amparar meu ser nesse momento, para que eu seja capaz de permanecer em equilíbrio, e que não permitam que nenhuma energia menos elevada adentre ao meu campo áurico. Que eu permaneça fechado em minha paz interior, para que a minha verdade resplandeça nessa situação.”

Usem e abusem das evocações do Raio da Proteção, Meus Amados Irmãos, porque são apoiados e protegidos e, jamais duvidem disso: de nosso Amor e da proteção que os concedemos.

Estejam em paz, que estaremos a os proteger.

Eu sou a Arcangelina Fé*.

Arcanjelina Fé é o complemento divino de Arcanjo Miguel

Canal: Thiago Strapasson – 19 de junho de 2016

Revisão de texto: Angelica T. Tosta e Solange Yabushita

Fonte: http://coracaoavatar.blog.br/

sexta-feira, 17 de junho de 2016

(Yin Yang) A força do equilíbrio – Mestre Confúcio



Tudo no universo busca um equilíbrio, movimenta-se no sentido do desequilíbrio até que a força antagonista esteja tão prevalente a forçar o reequilíbrio. É o movimento pelo qual todas as energias se manifestam. Elas tendem ao desequilíbrio, mas quanto maior a desproporcionalidade energética, maior a força de retorno ao estado de equilíbrio.


A Fonte é composta de duas energias opostas, onde tudo se compõe dessas forças que agem e reagem entre si. É o movimento que se dá entre o princípio passivo, feminino, noturno, escuro, frio, e o masculino, diurno, luminoso, quente. Se uma dessas forças atinge sua força extrema, manifesta-se o oposto a reequilibrar a experiência.

A toda ação consta sempre uma reação. Se o escuro se sobressai, há uma reação da luz, se o masculino ofusca o feminino, cria-se uma pressão de retorno ao estado de equilíbrio. Esse é um princípio universal que rege todas as interações da criação.

Em suas vidas, a perda da saúde física é nada mais que uma reação ao estado de desequilíbrio. A efetiva cura não se dá com a eliminação do sintoma físico, mas, sim, com o reequilíbrio das energias contrapostas.

Percebam a interação dessas forças opostas em suas vidas. Sempre que há um enfrentamento pessoal, há um movimento de retorno ao equilíbrio. O obstáculo é somente uma reação da força contraposta em razão do desequilíbrio interior. É uma bênção de cura, portanto.

Essa lei fixa também o limite da criação, pois é possível o desdobramento da criação até o ponto de inflexão, em que a força contraposta gere uma reação forte o bastante para forçar o reequilíbrio das experiências.

É por esse motivo que, sob nossa perspectiva, não existe o julgamento da experiência, pois numa perspectiva do “não tempo”, somos capazes de observar o desequilíbrio das forças e também reação ao retorno do equilíbrio.

Não esperamos que vocês estejam sob equilíbrio em todas suas experiências, mas que mostrem maturidade para entender os desequilíbrios de suas vidas, e não resistam às energias contrapostas que, imediatamente, vêm em seu auxílio. Que demonstrem em seus atos, a confiança nesse fluxo universal de energias contrapostas.

Assim é a Fonte Deus-Pai-Mãe: energias que se mantém sempre em perfeição, perfeitamente equilibradas, onde a passividade momentânea de um polo, imediatamente se transforma numa força de reação.

Todos os seres do Cosmos enfrentam, em seu interior, esse antagonismo energético. Por isso que mesmo os Mestres mais avançados, se vigiam a permitir em suas jornadas a manutenção do equilíbrio interior. Todos os seres devem ter o compromisso de vigiar e não se julgar diante dos desequilíbrios, reconhecendo que é um estado momentâneo, que provocará a reação de retorno ao estado de equilíbrio.

Sempre há duas forças antagônicas que constituem Tudo O Que É, o Deus-Pai-Mãe: duas forças contrapostas que permitem as manifestações das experiências.

E tudo faz parte de um fluxo perfeito, onde o Sagrado se manifesta sempre em dois polos energéticos, a possibilitar a experiência: Luz e escuridão, masculino e feminino, passivo e ativo, sempre forças opostas que se desequilibram a gerar uma experiência divinamente perfeita.

Ao verem a escuridão aparentemente prevalecer, confiem que essa situação está apenas criando uma reação ainda maior da Luz para retorno ao reequilíbrio. Essa é uma lei universal e, a ela, não existem exceções.

A Criação permite o desequilíbrio e a prevalência de um polo, para que, através da consciência, se experimente. Mas toda dominação é uma ilusão temporária, pois quando há a prevalência de um polo, o outro, naturalmente, se reforça em sua reação, a fortalecer as condições de retorno ao equilíbrio.

A movimentar essas forças está a consciência. Ela movimenta, por meio da energia criativa, as energias disponíveis, cria o desequilíbrio e a criação a devolve, na mesma proporção do desequilíbrio gerado.

A consciência encontra, portanto, seu próprio limite na criação, porque Deus-Pai-Mãe atua em perfeição.

A consciência evoluída está sempre buscando o equilíbrio dessas forças, se vigiando, para manter o equilíbrio natural das energias disponibilizadas pela Fonte de Tudo O Que É, Deus-Pai-Mãe.

Saudações,

Eu sou Confúcio.

Canal: Thiago Strapasson – 17/06/2016

Revisão de texto: Angelica T. Tosta e Solange Yabushita

Fonte: http://coracaoavatar.blog.br/

quinta-feira, 16 de junho de 2016

Um exercício ao entendimento da limpeza interior – Mestre Serapis Bey


Meus Irmãos,

Estávamos dizendo ao nosso escriba (Thiago) sobre a persistência de vocês, de continuarem o trajeto da sublimação, da limpeza de toda a escuridão que ainda os permeia. Esse é um trajeto recompensador.

É uma luta, é verdade, porque, nesses tempos de transição, vocês estão sendo exigidos naqueles pontos mais obscuros, que mais doem e que, por muito tempo, os segurou nessa dimensão.

Muitos de vocês possuem missões a ancorarem nesse trajeto terrestre. Vocês foram chamados a trabalhar para auxiliar na limpeza planetária e trabalharam muito nesse sentido. Mas para permanecerem nesse ambiente, vocês necessitaram de determinados pontos de ancoramento mental.

Falamos sobre aspectos cujo trabalho foi postergado, porque necessitávamos de vocês nesse ambiente. Mas nesses finais de tempos, em caminho à Luz do novo mundo, muitos estão sendo chamados à limpeza final, a mexerem no ponto mais dolorido, digamos assim.

E, Meus Irmãos, entendam a bênção desse trajeto, pois vocês estão superando, justamente, os aspectos que os “prendiam” nesse ambiente denso, suas escuridões mais duras. É a limpeza final para a vida física.

Alguns de vocês foram chamados a estar aqui nesse momento, pois possuíam missões a exercer. E essa oportunidade está sendo usada para que ancorem Luz em sua aura, criando um ambiente de proteção interior. Ao mesmo tempo, vocês passam por esse dolorido processo de limpeza interior, mas à medida que ele é liberado, mais Luz é ancorada e maior será sua capacidade de auxílio nesse momento.

Observem a vida física sobre uma perspectiva eterna. Nós temos lhes pedido isso constantemente, para que abandonem suas crenças e seus medos. Chamem-os a conversar e olhe-os de frente que eles também são vocês.

Há um exercício interior interessante a ser feito e, para isso, busquem a quietude de pensamentos e deixe sua intuição fluir: vejam quais são seus maiores enfrentamentos atuais, observem quais pontos eles os fazem movimentar, a fazer uma releitura interior. Agora, comparem com seus antigos comportamentos nesses aspectos de sua vida. Entendam o convite de limpeza que a vida está oferecendo.

Vocês estão sendo enfrentados, justamente, naquilo que os “travava”, que impedia seu progresso. Entendam a bênção da evolução nessa experiência! É uma oportunidade única para que, a partir de seu interior, corrijam justamente aquilo que os levava ao caminho do sofrimento, ao ancoramento no ego.

Esse é o caminho da plenitude, da felicidade, que é realizado em todos os Reinos.

Todos nós, Irmãos, temos o dever do progresso pessoal. Mas vocês estão tendo a oportunidade de realizar isso em uma velocidade enorme. Em pouco tempo, vocês estão fazendo progressos imensuráveis ao seu próprio ser.

A partir desse entendimento, permitam que a vida flua. Busquem-se interiormente em sua quietude, busquem essa oportunidade de revisão, de aprendizado e confiem na providência divina em suas vidas, que sempre os trará o melhor sob uma perspectiva elevada.

Vocês estão se estudando, se compreendendo, e isso é uma bênção sem precedentes, que o seu estado de consciência não os permite compreender em toda a sua dimensão. Mas apenas tenham em mente que a vida por si só é uma bênção.

Amanhã haverá sempre um novo dia. E o que hoje é uma dor, amanhã se transforma numa bênção e, algumas vezes, em brincadeiras e piadas. Por isso, não se preocupem: a dor de hoje é a alegria de amanhã! Apenas vivam o dia de hoje e entendam as bênçãos da vida.

Eu vos abençoo, com todo meu Amor, porque sou seu Irmão, Serapis Bey, e estou sempre à sua disposição para prestar todo o auxílio que necessitarem, pois esse é meu maior prazer.

Serapis Bey

Canal: Thiago Strapasson – 16/06/2016

Revisão de texto: Angelica T. Tosta e Solange Yabushita

Fonte: http://coracaoavatar.blog.br/

terça-feira, 14 de junho de 2016

O Amor parte de dentro para fora – Mestra Pórtia



Saudações Meus Nobres Mestres,

Que apenas a Luz de nosso Pai esteja com cada um de vocês a os resplandecer em Amor, em carinho e benevolência para consigo e os demais.

Vocês repararam que os coloquei em primeiro lugar? Para consigo e com os demais?


Meus Nobres, há uma lição importante aqui, que quando nos colocamos em prevalência, estamos abrindo caminho para que outros venham nesse trajeto.

Em cada ato, deixamos nossos rastros energéticos, digamos assim. É que quando nos colocamos em prevalência, em primeiro plano, estamos sendo verdadeiros com nosso sentir, com nosso querer.

Mas fomos ensinados a ajudar para ser ajudado, a dar para receber. E lhes pergunto: por que não podemos receber para depois dar? Por que sempre os demais vêm à frente?

Temos que ser generosos para que nos tratem assim. Temos que ser gentis para darmos o exemplo e, nessa gentileza, quantas vezes nos retiramos de nosso querer, de nossa verdade e deixamos de expor nosso real sentimento? O que nos impede de dizermos aquilo que sentimos? De sermos humildes, porém verdadeiros? Por que a necessidade de agradarmos a todos sem que sequer haja essa preocupação recíproca?

Os grandes mestres, que estiveram entre vocês, se colocaram à frente. Mostraram aos demais que o Amor parte de dentro para fora, do auto amor ao amor incondicional. Não é, Meus Nobres?

Dar para receber, amar para ser amado, praticar o bem para recebê-lo, ouvir para ser ouvido. Quantas crenças, quantos atos por algo em troca? E com isso, sempre abdicam daquilo que é o mais importante: vocês mesmos!

Sabe, Meus Irmãos, nós devemos amar pelo simples motivo de nos amarmos, ouvir porque há algo interessante sendo dito, praticar o bem pela fé em nossa própria vida, dar porque é isso que nosso coração nos pede. Mas sempre nos ouvindo. O que eu desejo agora? O que meu ser anseia para meu desenvolvimento? O que preciso para mim?

Eu vos garanto que o coração dissociado do ego sempre os levará ao caminho do Amor. Mas o Amor verdadeiro, que enobrece a alma, que se coloca em primeiro lugar por respeito à própria experiência, que confia que todos os demais também são amados e apoiados.

Há um único caminho, que é o do reconhecimento da maestria de cada ser, onde a Divindade é reconhecida em todos, mas Ela parte desse reconhecimento em seu próprio Coração e se estende em Luz à toda Criação.

Eu vos abençoo de todo coração.

Com todo meu amor, 

Pórtia

Canal: Thiago Strapasson – 14/06/2016

Revisão de texto: Angelica T. Tosta e Solange Yabushita

Fonte: http://coracaoavatar.blog.br/

domingo, 12 de junho de 2016

De que adiantaria as palavras se não pudessem ser testadas? – Mestre Jesus



Filhos,

Que grande progresso têm feito ao compreenderem o Amor que permeia suas experiências, pois é na dificuldade que o discípulo se atesta para si mesmo; é na adversidade que as lições são postas em prova.


De que adiantaria as palavras se não pudessem ser testadas, experimentadas e postas à prova?

As palavras se transformariam em vãos discursos, assim como fizeram os antigos fariseus. Assim é que o discípulo desce até às escuridões mais densas para demonstrar sua força interior, a sua capacidade de renascimento das próprias cinzas de seu ser.

Os Trabalhadores da Luz são grandes exemplos nesse aspecto, pois, geralmente, são atraídos por posições ou grupos familiares onde as “amarras” cármicas estão tão densas que, para superá-las, poderão contar apenas com sua própria força interior, para que, então, possam desfazê-las.

E trata-se, também, de grandes oportunidades para provarem a si mesmos, que as lições e as palavras foram incorporadas em sua alma. São atraídos a lugares em que há tantos vínculos densos, cármicos, que, em respeito ao livre arbítrio, as forças da Luz são impedidas de adentrar. Mas é uma oportunidade, também, de mostrarem a si mesmos, que as lições das escolas espirituais foram aprendidas com louvor.

E os Trabalhadores da Luz sabem que, nesses ambientes, contatarão apenas consigo mesmos, mas com a sua coragem e a perspicácia de seu coração, e porque desejam sua profunda evolução, entram nesses ambientes com a missão de desfazer as “amarras” e demonstrar aos demais como isso pode ser feito.

Passam, assim, por momentos duros, pesadas provas, pois, nesse emaranhado, contam apenas com sua própria sabedoria para chegar ao âmago de sua verdade. E depois que se desprendem desses fortes vínculos que assumem, novos testes são trazidos para torná-los ainda mais fortes em seu caminhar. São as provas finais das lições estudadas em outras esferas.

Claro que nesse trajeto alguns ficam pelo caminho, desviam-se e, muitas vezes, se perdem diante da dificuldade de permitirem a irradiação de sua Luz em meio à escuridão. E até nisso não há problema, pois todos sabiam dos riscos que enfrentariam, ao adentrar nesses ambientes de restrição, que acentuam ainda mais sua própria escuridão. Apenas terão que voltar aos bancos escolares e, novamente, estudarem as lições para novo teste de aprendizado.

Mas há o momento em que a Luz prevalece, a verdade ressurge diante do Ser que aceitou o desafio. E essa verdade se torna tão forte, que os espaços são abertos para que muitos o possam seguir.

Ao irradiar sua Luz é dada a permissão para que toda a ajuda se resplandeça a suportar o caminho. Os céus passam a abrir seu caminho, pois ao suportarem a lição, deram a permissão para receber ajuda a partir de sua Luz.

Nesse instante iniciam as sincronicidades. O caminho se torna mais fácil, mais suave, as portas se abrem, pois, o Trabalhador transcendeu suas provas pessoais e demonstrou em sua humildade, que é capaz de manter as palavras e suportar muitas outras em sua Luz.

Assim são vocês, Meus Nobres, que despertam, a permitir que sua Luz se irradie.

Que na humildade de suas atitudes, suportaram as provas e as transcenderam, sem mágoas, sem rancores, sem ódios, mas agradecendo e compreendendo a benevolência da experiência.

Viram na experiência, dura sim, muitas vezes, a oportunidade da limpeza cármica, de superação do ego. As palavras se transformaram em uma Luz radiante.

Esse é o caminho que percorrem: de transcenderem suas próprias lições para permitirem que a Luz e o Amor possam transmutar toda a experiência que vivenciam, para adentrarem no caminho da dança cósmica do fluxo e sincronia do Amor.

De seu irmão amoroso,

Jesus

Canal: Thiago Strapasson – 12/06/2016

Revisão de texto: Angelica T. Tosta e Solange Yabushita

Fonte: http://coracaoavatar.blog.br/ 

sábado, 11 de junho de 2016

É chegado o momento das grandes transformações sociais – Mãe Maria



Que as bênçãos do Amor tragam paz aos seus corpos, mentes e corações.

É chegado o momento das grandes transformações sociais. O seu mundo está a se modificar. Toda estrutura que conheciam se tornará diversa, voltada ao enobrecimento humano.

É chegado o tempo dos grandes anúncios, das transformações na vida de milhares, onde um caminho mais leve e suave os auxiliará a se desvincularem de tudo aquilo que até hoje os prendeu.


Estiveram por milênios acorrentados às amarras de um sistema que os tolhia, que os impedia de desenvolver. Mas um novo horizonte se abre a partir de agora, onde a suavização dos laços que os restringiam a esse pequeno mundo estará a os abrir a manifestação do amor em suas vidas.

Não há nada externo que seja maior do que seu próprio sentir, que sua força interior. Mas o mundo em que viveram até esse ponto os auxiliava na imersão mental da irrealidade da competição, da sobrevivência e da limitação dos recursos.

Isso mudará, meus filhos. Um novo mundo será trazido para suavizar o trajeto e os permitirá que tomem contato ainda mais profundo com sua alma, com sua intuição. Esse mundo os retirará do sistema de escravidão e estará a os libertar para que irradiem a autenticidade de seu coração.

Entendam, amados, que não é o externo que os conduz ao enobrecimento da alma, pois isto é feito a partir de seu próprio caminhar, daquilo que guardam em seus corações. A libertação das fortes amarras que os restringem o caminhar é mais um instrumento para que se busquem, para que possam despertar a cada dia tendo como propósito a busca de si próprios e a experimentação da alma no plano material.

Esse será o caminho que auxiliará a liberação de suas crenças restritivas e de suas muitas dúvidas, para que abandonem toda e qualquer energia de sobrevivência, de apego aos bens externos que nada dizem sobre sua essência divina eterna.

A reformulação de sua realidade externa é mais uma bênção que será trazida às suas vidas, meus nobres filhos, para que despertem à irrealidade de tudo que viveram até agora e passem a buscar novas respostas na construção de um mundo onde o Amor será a base, a paz o objetivo e a irmandade o estado natural de viver.

Essa será uma mudança que estará a se manifestar a cada dia, com maior intensidade. Algo estará a crescer desse ponto em diante, que permitirá uma completa e avançada modificação na forma como concebem a organização de tudo aquilo que lhes auxilia na vida.

Vocês, filhos, entram num ponto de Luz que irradiará do coração de cada ser a permitir, cada vez mais, a aceleração da manifestação de todas as mudanças anunciadas por nossos irmãos celestiais e galácticos.

Foi decretada a modificação dessa experiência e, desse ponto em diante, o Criador unirá todos seus filhos a os amparar para que tudo se dê de forma suave e benevolente, em respeito a todos aqueles que por éons pensaram ser essa a única realidade existente.

Eu vos abençoo com todo meu amor, porque sou Maria, membro das Fraternidades e Comandos que representam o Amor Divino nesse quadrante. E, como sua Mãe Divina, venho anunciar a experiência que se aproxima de suas vidas.

Com todo meu amor.

Mãe Maria

Canal: Thiago Strapasson – 11/06/2016

Revisão de texto: Angelica T. Tosta e Solange Yabushita

Fonte: http://coracaoavatar.blog.br/

quarta-feira, 8 de junho de 2016

Não há nada que vivenciam que seja absolutamente real, a não ser aquilo que sentem em seu interior – Saul



Amados Irmãos,

Que apenas a Paz e o Amor estejam a resplandecer em confiança e entrega em sua vida.

Chegou o momento, Meus Amados, de tomarem consciência que tudo que vivem é uma ilusão!


Eu sei que isso já foi dito e repetido, mas chegou o momento de realmente sentirem isso, de sentirem a irrealidade que vivem.

Talvez alguns digam que a fome, a dor e o medo são reais, porque são sentidos no corpo físico… mas até isso é transitório e serve apenas para atestar a irrealidade da vida física. Esses são apenas sinais dos desvios que cometem, a os lembrar de que o caminho é outro.

Não há nada que vivenciam que seja absolutamente real, a não ser aquilo que sentem em seu interior.

Tudo que está externo a vocês é uma criação coletiva, uma doce ilusão de uma experiência que adentraram. Ilusão que se tornou tão real no consciente coletivo, que fez com que perdessem a conexão com si próprios e com os Reinos de Luz.

Vocês acreditaram tão fortemente nessa vida física, que se esqueceram de sua natureza eterna, de sua Conexão Divina.

A vida, então, transformou-se num viver automatizado, onde acompanham as notícias de sua mídia e seguem as tendências coletivas, como se tudo isso fosse a profunda verdade que os afeta.

Não que seja fácil ter essa percepção de forma clara, porque vocês se envolvem, se irritam, ficam afoitos com tudo que vos circunda, com os julgamentos que fazem sobre vocês, e com a vida em si.

Mas é chegada a hora, que vocês estarão incorporando tamanha Luz, que sentirão sua conexão interior.

É uma conexão tão profunda, que começarão a se questionar sobre o que é verdade em sua vida.

E eu vos digo que não se importarão mais com a opinião alheia, porque será uma verdade tão latente, que entenderão, inclusive, aqueles que não querem ver.

É uma verdade que surgirá do fundo da alma, onde o mundo passará a ser visto de uma perspectiva superior, com entrega, aceitação, para que a vida seja vivida com maestria.

Essa conexão interior os abrirá ao contato com os Reinos de Luz, com a sua própria Conexão Divina e as respostas, simplesmente, virão, porque entenderão, claramente, a diferença da mente e de sua sabedoria interior.

Vocês sentirão sua própria presença desvinculada da experiência material e, isso, os possibilitará, simplesmente, a sentir sua sabedoria inata. Ela virá até vocês.

Mas o primeiro passo é sentirem o “grande teatro” que vivem. Não é saber que existe algo a mais do que são capazes de observar, mas, sim, sentirem a realidade verdadeira que está a sua volta.

Com a abertura dessa conexão, uma nova perspectiva de vida surgirá a vocês.

Então, não se espantem quando muitos começarem a se questionar do que é feita a vida e daquilo que realmente importa. Esse é apenas o primeiro passo do grande despertar: o estar desvinculado dessa realidade, interiormente e não através da mente.

Não se trata de um saber, mas de um sentir a verdadeira realidade.

Essa conexão surgirá de seu interior a irradiar todo seu ser, a os fazer sentir a verdadeira realidade da vida.

Estejam atentos a esse sentir que brota de sua alma a os invadir de Amor.

Eu vos deixo com todo meu amor porque sou Saul.

Canal: Thiago Strapasson – 08/06/2016

Revisão de texto: Angelica T. Tosta e Solange Yabushita

Fonte: www.coracaoavatar.blog.br

segunda-feira, 6 de junho de 2016

As transformações das experiências em amor – Pai Benedito de Angola



Salve, fios!

Eu tomo a liberdade de trazê um recado pus fio. Pra fala pra ocêis de como podem usá seu apareio físico pra se situá das coisa que acontece ao seu redor, pra se conectá com aquilo que ocêis num vê, mais pode senti.

O pai sabe falá pra ocêis isso, porque quando nois tava preso pela mãe escravidão, nois tinha que usá o corpo pra nos conectá com algo a mais. A realidade era muito dura, sabe, fios?


Naquela época, nois não tinha essas tecnologia que ocêis têm hoje, das medicina, das comunicação!… Então nós tinha que usá nosso apareio físico pra nóis conectá as energia e aplicá nos irmãos adoentado.

Nois, naquela época, apricava as energias sem sabê o que estávamos fazendo. É que a dor de ver nossos irmãos sofrendo, sem uma ajuda digna, gerava um pesar tão grande no véio que vos fala, que a gente passava a orá com uma fé enorme. Era nosso único caminho. Num tinha pra quem ligá. Mas essa oração trazia pra nosso ambiente um magnetismo, como ocêis diz, que gerava cura em nossos irmão. Por isso que esse véio aqui foi tido como curandeiro.

É porque, fio, todos nóis têm esse poder de trazê a cura, de irradiá a paz. É um poder muito grande! Ocêis sabe que os fio precisa aprendê a usá na Nova Era.

Mas pra usá esse poder, ocêis precisa se conectá com ocêis mesmo. Ocêis precisa conectá com a energia cósmica e pra fazê isso, só através do amor. É o amor, meus fio, que os conecta à essa energia divina, que fazia esse véio descobri a pranta certa pra por nas firida dos adoentado. É porque esse pai aqui, depois de muito sofrê, foi capaz de se conectá às força da natureza, às energia do amor e à Luz cósmica.

Cristo fazia isso também, né meus fios, mas a gente lá na senzala, ninguém contava dos milagres porque muitos dos irmão ia embora antes de pode falá. O trabaio era muito puxado, naquela época.

Mas nós tinha essa confiança, esse amor, que nos levou a trazê Cristo até os ambiente mais duro que ocêis pode imaginá.

Então, meus fios, não usa de descurpa que o ambiente é pesado, que a vida é difícil porque, naquela época, tinha muito negro que vivia em condição muito pior e foi capaz. Então, meus fios, ocêis também são forte e poderoso. Basta trazê o amor até suas vida e deixá que a Luz de Cristo irradie em suas vidas pros milagre operá.

Porque é assim que tudo nóis é feito, meus fios. Busquem essa conexão com seu corpo físico, ancorem essa energia em seus coração, que a vida vai se transformá.

Mas, pra isso, ocêis precisa pará de reclamá, de achá desculpa, de dizê que tá difícil, ocêis precisa enxergá o amor e vivê com gratidão, porque as energia boa vão estar com ocêis.

Salve, meus fios! Salve o povo de Aruanda que sofreu com a mãe escravidão, viu o amor nessa experiência e se desonvolveu pra trazer a Luz de Cristo até ocêis, em auxílio a todos nossos irmão encarnado e desencarnado.

Salve a paz de Cristo! Salve o povo sofredor que se redimiu de tudo pra se transformá nos mensageiro do amor.

Pai Benedito de Aruanda

Canal: Thiago Strapasson – 06/06/2016

Fonte: http://coracaoavatar.blog.br/