quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

A Grade Búdica e os Cinco Chacras Superiores – Mestre Gautama



A malha búdica é a grade planetária que se conectará aos cinco chacras mais elevados no seguinte processo:

Aglutinação – oitavo chacra

Aglutinando os vícios da matéria para elevá-los ao Eu Superior, mantendo e dignificando as experiências para engrandecimento da alma e do todo. As experiências são aglutinadas ao oitavo chacra acima do coronário e entregues. Há a liberação das restrições dos chacras vinculados à matriz planetária, que são liberados e entregues com entendimento e compreensão.

Projeção – nono chacra

Com a entrega da aglutinação das experiências é projetada a liberação dos antigos vícios da matéria através do contato com o corpo de luz. O corpo de luz liberará o contato com os reinos mais elevados ancorando a experiência a uma visão mais elevada. O vazio, a compreensão e aceitação das experiências proporcionados pela aglutinação projetará as graças divinas através do nono chacra. Haverá o ancoramento da alegria da vida e da Graça divina do aprendizado. São projetadas as graças divinas da experiência.

Nesse ponto, todas as suas experiências são vistas com alegria, aceitação e gratidão. Vocês incorporam o Ser de Luz em suas experiências, e já não trazem mais reações diante dos mesmos aprendizados vivenciados anteriormente. Já aglutinaram todos os comportamentos e experiências que já fazem parte da sua evolução e da sua historia ascensional. Projetam, dessa forma, todas essas experiências para o seu corpo de luz divino, para que sejam somente mais informações a serem agregadas ao seu Eu Superior.

Cada restrição, cada aspecto tratado recebe esse processo individualmente, portanto, quando vocês já curaram um aspecto especifico e já aglutinaram e projetaram no seu corpo de luz, ainda podem estar tratando outros aspectos simultaneamente e em estágios diferenciados.

As experiências, a projeção e aglutinação ocorrem paralelamente nas suas vidas e vão contabilizando para a limpeza total e tratamento completo de todos os aspectos, que são vistos individualmente, mas que se unirão ao todo no corpo de luz.

Constituição – décimo chacra

A constituição: é o final da dualidade. A constituição do ser de luz. Com a aglutinação das experiências da matriz energética tridimensional e do equilíbrio projetado pelo corpo de luz, inicia-se a constituição do equilíbrio energético. O feminino e masculino se equilibram. Há um contato profundo com o Eu Sou. O corpo de luz é projetado aos reinos de luz e o contato com a fonte e o Todo se dá. Os reinos de luz se projetam em Graça Divina. Tornamo-nos o Amor, o Um, o Todo.

A constituição já não é um aspecto ligado à matéria como os dois anteriores, pois essa já coleta informações dos aspectos já projetados e, portanto, eleva-os para a unificação do Ser. O final da dualidade se dá porque já não vivem mais experiências deste tipo nos aspectos projetados e constituídos. Esses são sim unificados e vocês já estão projetados ao Eu Sou de forma Una. Sentem-se parte do todo, sentem-se únicos com toda a existência da matéria e com o universo. Já não vivem mais a experiência da dualidade e seguem de forma livre para viver o reflexo do que é o Eu Sou.

Esse reflexo se dá nas sensações físicas, onde vocês já não mais percebem as reações físicas a eventos pré-determinados. Estão livres da dualidade, pois já não lutam mais contra as sensações da matéria, todos os aspectos relacionados a antiga malha energética.

Início – décimo primeiro

O início é a conexão com a cura da tridimensionalidade. É quando o corpo de luz em conexão com o Todo se projeta em nossa vida física para a ressurreição. Ressurgimos em nosso ser de luz ancorando os aspectos elevados de cura e sabedoria na vida física. O início não ocorre todo ao mesmo tempo, mas a cada cura de experiência que aglutinamos ao nosso corpo de luz o entregando ao Todo. Desta forma, iniciamos a experiência divina em nossas vidas. É como se em cada ponto de nossa vida nos tornássemos canais da consciência divina. É o início da libertação e da ressurreição.

A partir das experiências vivenciadas na constituição, já estão ancorados completamente ao seu Eu Sou e passam a ser o reflexo do Eu Sou encarnado. As ações, as vivências, serão todas para distribuir esse aprendizado. Como os grandes Mestres, que ainda estão conectados ao Eu Superior e à matéria, mas que já não vivem na dualidade e nem presos às sensações relacionadas à malha energética. Todos os aspectos já foram transmutados e passam a viver renascidos das suas próprias experiências.

Vocês se tornam a partir daqui os aspectos que aprenderam a superar, com toda a bagagem de experiências suas e todas as conectadas ao Eu superior e renascem para uma nova vida, como novas pessoas, novos seres de luz. Já não resta mais nenhum resquício, nesse ponto, do Ser antigo. Vocês se tornam completamente o aspecto manifestado do seu EU Divino.

Experiência – décimo segundo chacra

É a experiência que é a conexão com Cristo, onde compreendemos a oportunidade de servir ao Todo, de nos colocar no fluxo da vida em comunhão, de nos abrirmos ao propósito puro da caridade e nos integrarmos em amor ao Todo. É a cura definitiva para a ascensão da alma em humildade e servidão a Deus.

Somente o trabalho com o Início, trará a experiência. A Experiência nada mais é que o aspecto Início superado e vivenciado com tempo. Haverá um ponto, um momento em que já poderão perceber que são a pura união ao Cristo Cósmico. Serão a conexão com o Cristo que é o aspecto planetário superior. Devido a vivência ancorada no seu Eu Superior, vão alimentando e contribuindo para a conexão com o Cristo, que trará vocês para o nível da Experiência que é justamente o viver uno ao Cristo, que puderam observar em todos os Mestres Ascensos. Todos uniram-se ao Cristo seguindo esse trajeto de experiências e, portanto, a ascensão é o próximo passo conclusivo dessa trajetória. O Cristo é a conexão suprema para unir-se à sabedoria planetária e não somente ao seu Eu Superior. Portanto, é o que levará a transcender a encarnação e a vivência nesse planeta.

A atual malha energética estava ancorada sobre os 07 chacras básicos: o base, o sacro, o plexo solar, o cardíaco, o laríngeo, o frontal e o coronário. Através desses chacras vocês sustentavam a grade energética de provas e expiações, purificando os aspectos básicos relacionados aos principais vícios da matéria.

A grade búdica será o caminho à liberação desses aspectos inferiores para o ancoramento da luz e comunhão com o todo.

A grade búdica é a transição, entre a antiga matriz energética e a cristalina, pois estará liberando-os das antigas restrições da matéria através da cura das experiências, limpando os registros de DNA, mas sem a perda das experiências.

A partir do vazio interior da aglutinação que se unifica ao corpo de luz se projetando ao todo, trazendo a cura e ressurreição para o contato de amor e humildade do Cristo Eu Sou. Nos integramos ao Todo, com amor e compreensão das experiências nos colocando como servos da Unidade, com Graça e entrega.

Cada aspecto, quando trabalhado, trará a possibilidade de elevação planetária. Cada um que trilhar esse caminho e atingir o nível de elevação e conexão ao Cristo Cósmico, contribuirá com a cura planetária, que ancorando a energia de cada Ser Ascensionado e o caminho da ascensão irradia a cura para toda a humanidade. A possibilidade de transformação do planeta no Reino de Deus está nas pessoas que optarem em seguir esse trajeto, que é não somente a purificação interior e ascensão, mas sim a libertação de todo o planeta.

Estejam em paz meus irmãos.

Sou Buda Gautama

Canais: Thiago Strapasson e Michele Martini (Michelinha OM) – 28.Dez.2016

Colaboração: Ale Sunshine e Ilza Barreto

Quem é Gautama Buda?
Saiba mais em: http://encyclopedia.summitlighthouse.org/index.php/Gautama_Buddha

Fonte: http://coracaoavatar.blog.br/ e http://verdadetransmutadora.blogspot.com.br/

O efeito da aglutinação - Mestra Kuan Yin e Mestra Rowena




* Continuando o estudo iniciado por Gautama Buda na mensagem canalizada:
O Propósito Primordial da Fonte de Luz - Gautama Buda

Queridos, vocês me perguntam o que seria esse nome completamente novo, e ficam tentando encontrar explicações a essa palavra, mas todas conectadas à sua mente.

A aglutinação, como trazemos aqui, é sim a primeira entre as 5 novas camadas as quais devem superar, mais um do que entendem como chacra, mas dessa vez, algo que está ligado não ao seu corpo físico, mas sim no seu campo áurico.

O seu campo áurico possui camadas de conexão com Eu Superior, e a primeira conexão é a da aglutinação.

Esse ponto, ou vórtice, é chamado dessa forma pois é aquele que une o sétimo chacra (da coroa), ao primeiro plano mais sutil de sua consciência.

E por isso, a primeira etapa a trabalhar para transcender a materialidade do corpo físico, é justamente estabelecer essa conexão, pois é a que abrirá as portas para o novo.

Vocês me perguntam então se a partir de agora poderiam considerar que já superaram todos os demais aspectos que os unem à malha energética, que estão ligados aos 7 pecados capitais e aos 7 chacras principais. Mas a resposta, filhos, é de que não estabeleceram ainda a desconexão completa desses aprendizados.

Conforme já trouxemos em outras canalizações, a sua experiência na matéria será sempre acompanhada de diversas oportunidades de trabalhar esses aspectos ligados ao corpo físico, até o momento do seu desencarne. Independente do estado ao qual já atingiu de ascensão.

Essa primeira etapa onde começamos a trabalhar um novo aspecto do seu Ser, é onde levará todos os demais já trabalhados, por isso, vimos novamente um breve resumo de todos os 7 já superados, mas que agora serão levados a um estado de compreensão diferente.

Eles todos serão elevados ao novo nível de experiência, onde trabalharemos a aglutinação.

Essa experiência trará a completa desconexão em sentidos físicos ao que estão até agora trabalhando dos 7 chacras. Já não sentirão mais os impulsos da matéria que vem sentindo. A limpeza torna-se completa.

Unimos todos eles à aglutinação para que sejam trabalhados em uma dimensão de compreensão diferente. Ainda faz parte de vocês, mas serão iluminados e elevados ao seu chacra que já está desconectado do corpo físico. Mas ainda assim ligado ao seu fio energético onde há todas as suas experiências, que é o seu DNA. Por isso, faz parte de você ainda, mas não do físico que é somente a sua experiência na matéria.

Com esse trabalho, desenvolveremos a aglutinação para que eleve todos os demais aspectos, para que passe a observar todas as reações ligadas aos 7 chacras como naturais do ser humano, mas já com a sensação de que não faz mais parte de vocês.

Esse é somente o início desse novo trabalho, mas é uma etapa muito importante, pois é a que desconecta você das sensações físicas, impulsividades, que permitirá que não seja mais levado com a onda energética que carrega tantas consciências todos os dias nesse planeta.

Passará a se perceber como um ser de luz, como parte do todo, mas não como uma marionete dessas energias que percorrem o planeta e que são criadas pelas formas pensamento de toda a humanidade.

Agregará em seu campo áurico uma nova energia, mas que deve ser praticada sempre com o coração aberto e muito amor. Elevando cada aspecto a esse nível de consciência.

Queridos, ao observar os comportamentos externos ligados aos 7 chacras de forma isolada e perceberem como eles funcionam, ao escolherem o não se envolver, e olhar amorosamente tudo isso como experiências, já estão desconectando-se dessas energias. Vocês já têm feito isso, colocado em pratica diariamente. Esses momentos são justamente quando já estão trabalhando a aglutinação.

A aglutinação nada mais é do que a união de todos os demais 7 aspectos em uma percepção só, aquela percepção de que tudo é somente uma experiência, e que desse ponto de vista, todos os demais aspectos são completamente iguais. Já não se identificam mais a nenhum deles, passam a observar somente como aspectos que fazem parte da vida na matéria, mas que juntos formam uma esfera energética que vibra mais ou menos em certos pontos dependendo da energia da pessoa que o carrega ou do ambiente.

Essa visão do todo, fará você perceber que já não se identifica mais com essas sensações, com esses comportamentos. Já está ligado e trabalhando a aglutinação.

Esse é somente o primeiro estágio e importante pois carrega toda essa bagagem, e portanto, nunca deve ser colocado em esquecimento. É um chacra que deve ser trabalhado sempre, praticando essa visualização de como tudo funciona. Treinando esse olhar de que todos os demais 7 aspectos estão unos em um só e representam algo já superado que é a experiência na matéria.

Em cada sinal que observarem nas suas mentes de conexão com algum dos 7 primeiros chacras, como já aprenderam no material publicado, que estão relacionados a comportamentos específicos, devem trazer a conexão da aglutinação e observar como um todo e não mais cada comportamento de forma isolada. Quando observarem e identificarem um pensamento relacionado aos 7 de forma isolada, simplesmente una-o à esfera de aglutinação, e lembre-se do que ele representa, que na verdade ele somente representa um dos comportamentos da matéria, que não é diferente dos demais e faz parte de toda essa experiência encarnacional já superada e unificada na aglutinação.

Traga esse pensamento a sua mente. Trabalhe sempre essa mentalização. Essa primeira etapa será de prática, onde poderá observar várias experiências acontecerem e onde será treinado a colocar tudo nessa ótica da esfera unificadora dos 7 aspectos que é a aglutinação.

Compreendem, meus amados filhos? Pois o ambiente que vivem é suplantado dia a dia, experiência a experiência. Mas a medida que se sutilizam, algo vai os deixando mais suaves ao próprio desenvolvimento. Vocês incorporam as bênçãos do amor as suas vidas e assim aglutinam as experiências.

Os pontos energéticos em seus corpos foram separados por corpos sutis, cada um ligado a um aspecto da experiência. Mas esses corpos energéticos foram vistos como se fosse cada qual único é distinto. É na verdade eram.

Pois vocês não os conectavam ao amor, a fala, a alimentação, o sexo, a própria alegria foram atividades desconectadas do amor, destruídas da ligação ao seu chacra cardíaco. Vocês não unificam seus corpos e pontos de energia a energia amorosa do coração, pois ele permanecia inerte, fechado, reprimido do propósito de alma.

Esses pontos de energia destruídos da ligação ao centro amoroso levavam à agressividade, a sensualidade, aos excessos na alimentação, à desconexão espiritual, pois se tratava de corpos em desequilíbrio.

Mas a medida que vocês unificam esses pontos de luz e seus corpos a energia amorosa do coração e se abrem ao sentir do propósito de alma vocês aglutinam a experiência na matéria a um único sentimento, o amor. É através do amor do coração que aglutinação ocorre é então vocês suplantam os vícios da matéria. Nesse estado a soberba se transforma na sabedoria e humildade, o tecnicismo no questionamento através do conhecimento, a luta em paz, a ira em fluxo e leveza e assim por diante.

Através do contato com o coração, com as emoções e sentimentos vocês conectam as experiências ao cardíaco, à chama de Deus guardada em seus corações e então as experiências se unificam progressivamente em completo entendimento.

A fala e destituída do revanchismo e é preenchida pela aceitação, a alimentação se tornará mais equilibrada e assim os vícios da matéria vão sendo integrados e iluminados pelo amor do coração. A vida se torna mais leve nesse estado.

A aglutinação é o primeiro passo à consciência cósmica porque através do amor estarão a elevar as experiências. Serão as mesmas experiências, mas agora sobre o enfoque da brandura, da autenticidade, da verdade interior. A luta fica mais leve e o coração se torna mais receptivo aos acontecimentos exteriores.

A aglutinação é a unificação dos pontos energéticos ao amor, ao coração.

Para isso sente-se, respire calmamente. Se puder coloque uma música suave em um ambiente bem calmo. Vá respirando e se aquietando.

Agora centre toda sua atenção em seu coração. Ele está se expandindo a ponto de irradiar seu estômago e sua laringe. Respire novamente e permaneça nesse estado irradiando de amor o plexo solar e o laríngeo. Você está mais suave.

Essa expansão continua agora atingindo o chacra frontal na testa e o ponto sacro abaixo do estômago. Nessa expansão atingimos o chacra coronário no centro de sua cabeça e a base. Permaneça por alguns minutos nesse estado de irradiação. Todos seus corpos são irradiadores por essa chama de amor, de paz. É uma grande luz que adentra ao seu coração a envolver seus corpos sutis. Vocês estão agora todos envolvidos por essa energia que parte do coração e unifica sua vibração. Sinta o alívio que essa aglutinação o traz. Você unificou suas energias e poderá se manter assim pelo tempo que for necessário.

E a medida que as experiências vierem você fará essa irradiação, sempre que sentir um desajuste interior procure se aquietar e se irradiar com a própria luz de seu coração.

Ao final unifique seu coração a um ponto de luz situado a um palmo de seu coronário, de seu coro cabeludo. Você está unindo o seu coração a seu corpo de luz deixando com que seu Eu Superior irradie todos seus corpos com amor. Você permite a unificação de seu coração à sua consciência cósmica e as experiências na matéria se tornam mais suaves. Elas continuam a existir, estão ali ainda mais agora você as vê sob uma ótica transcendente, irradiados pelo amor. Elas já não te arrastam, você as preenche de amor.

Unifique o seu coração a esse ponto de luz sob sua cabeça e deixe que ele purifique seu coração de toda magoa, de toda culpa, do rancor. Todos esses sentimentos inferiores estão sendo entregues ao seu eu superior para que ele os purifique, para que haja a transmutação de tudo a os aliviar.

Entregue e se vierem as lágrimas deixem as vir e o sinal da purificação, do desapego, da limpeza. E diga, eu permito a transmutação de todos meus medos, dos meus receios e te entrego de coração aberto meus sentimentos mais duros, mais escuros para que sejam preenchidos de amor.

Somos Kuan Yin e Rowena e os abençoamos nesse instante.

Canais: Thiago Strapasson e Michele Martini (Michelinha OM) – 28.Dez.2016

Colaboração: Lara Rosa Branca

Quem é Mestra Kuan Yin?
Saiba mais em: http://encyclopedia.summitlighthouse.org/index.php/Kuan_Yin

Quem é Mestra Rowena?
Saiba mais em: https://youtu.be/BMQS1kqL8Vs

Fontes: http://coracaoavatar.blog.br/ e http://verdadetransmutadora.blogspot.com.br/.

terça-feira, 27 de dezembro de 2016

O Propósito Primordial da Fonte de Luz – Gautama Buda



O Propósito Primordial da Fonte de Luz, que denomina Deus/Pai/Mãe é a sustentação de todas as Qualidades Divinas primordiais de toda a Criação.

A Luz Primordial de Sustentação da Criação irradia todas as Esferas da Criação, passando pelos Reinos Arcangélicos, os Reinos da Criação, os Reinos que possuem os códigos primordiais de sustentação dos ambientes criativos, e os Reinos que vivenciam a Criação.

Em qualquer Esfera de Luz da Fonte ao propósito universal da vida material há, entretanto, a sustentação das Qualidades Divinas primordiais da Fonte.

Tudo é a execução dessas Qualidades Divinas primordiais que, no Reino Arcangélico se subdivide, para fins de ancorar as Qualidades primordiais nas diversas experiências do Cosmos, irradiando os Reinos Ascensos e a vida na matéria.

A partir do Reino Arcangélico, há a sustentação dos elementos divinos da Força, da , da Graça, da Sabedoria e do Transcender em Iluminação, do Amor em plenitude de ser, da Pureza que conduz à ressurreição e elevação da alma, do Conhecimento e sua Nobreza Ética, da Devoção à Fonte e ao Criador em admiração, e da Transmutação que movimenta a Criação.

Além das características primordiais sustentadas nos Reinos de Luz, mais elementais e mais próximos à Fonte, há aqueles que utilizam dessas características energéticas da Luz, para criar os ambientes projetados pelas Mentes Divinas mais elevadas. A Criação é assim: um conjunto harmônico de elementos, que mantém as Características Divinas da Criação, para que Ela possa experimentar, das mais variadas formas, a graça da experiência da consciência.

Vocês, Amados, são aqueles que recebem a graça de experimentar as Energias Divinas, de forma condensada e densa. A manifestação das graças, nesse ambiente, é mais lenta, pois a matéria, que vivenciam, é mais dura de transformar e, então, o processo de transmutação de tudo aquilo que vivem, se dá de uma forma muito mais pausada e cadenciada.

Mas da Fonte à vida que vivenciam e experimentam, não há nada que não esteja suportado pelos elementos primordiais da Fonte Deus/Pai/Mãe, as quais apresentaremos de forma sintetizada nessas breves palavras.

A partir da Fonte Una, que sustenta todas as Qualidades Divinas da Consciência, o Reino Arcangélico é aquele que sustenta essas Qualidades, através das Consciências Primordiais. Os Arcanjos são capazes de irradiar essas características de essências da Fonte, de forma individualizada e específica. É a partir dos Arcanjos, que a Força e a Fé serão obtidas pelas consciências, a Graça da Pureza, a Sabedoria Universal. São os 12 principais sustentadores dos Elementos Divinos Primordiais.

Sim, Amados, 12 elementos fundamentais e, não, 7. Tudo, no Universo, é mantido pela sequência 12. Se analisarem toda a Geometria Universal, esta se manterá pelo número 12. São 12 as principais Características Divinas e, não, 7, como, até então, lhe ensinaram.

A Força e , a Sabedoria, o Amor, a Pureza e Ascensão, a Devoção, a Transmutação são as características principais ligadas ao fluxo da consciência.

Mas além das características devocionais acima citadas, teremos as Características Primordiais da Criação, que são elas que manejam os elementos a sustentar a vida. Essas Características informam sobre a constituição da própria experiência e, não, sobre os elementos fundamentais da própria vivência em si.

O Reino Arcangélico estará ligado à vivência em si, mas os Reinos Criacionais estarão ligados à própria criação em si, constituindo os 5 elementos que, até então, não foram apresentados, por não ser o momento adequado ao entendimento.

São eles: a Aglutinação, a Projeção, a Constituição, o Início e a Experiência. Como seriam capazes de dar consecução aos elementos básicos da matéria, se antes, ela não fosse constituída pela experiência? São 12 os Elementos Primordiais da Fonte: 7 ligados às Qualidades Primordiais da Experiência e 5 à própria Criação.

Os 5 primeiros antecedem a própria experiência e permitem que ela se desenvolva.

Todos os Reinos Angélicos, Ascensos e da própria vida em si, são aqueles que executam a experiência em si. Eles irradiam, a partir de sua Luz, a própria experiência. Mas há os Reinos Criacionais que preparam a experiência em si.

Então, alguns podem se questionar: Por que, somente agora, é trazido o Conhecimento da Criação? Eu os digo: Porque chegaram num ponto que já são capazes de criar conscientemente, e outras chaves devem se abrir ao entendimento universal, para que as utilizem na própria recriação da experiência.

Os aspectos primordiais podem ser vistos quando observamos cada ser humano em suas características básicas, e ao considerarmos que todos são seres primordiais, pois são fonte de Poder, fonte de Luz e fonte de Sabedoria Divina.

Portanto, após a transcendência de todos os 7 aspectos relacionados ao que chamam de 7 chacras, e que estão ligados à malha energética planetária materializados em 7 pecados capitais, surge o trabalho dos 5 demais elementos, que permitirão com que busquem os Reinos Ascensos dentro das suas próprias consciências, mesmo ainda presentes na matéria, encarnados em meio a tantos outros em vivências desse mesmo processo em estágios mais avançados ou não.

Estejam abertos, a partir do momento, em que perceberem as oportunidades de trabalhar cada novo aspecto, que, inclusive, fará com que iluminem antigas informações gravadas em seu DNA, através de experiências vividas nessa imersão na matéria, e nos 7 aspectos dos 7 chakras.

Cada um dos 5 novos elementos apresentados, está ligado aos já conhecidos como 12 Raios Cósmicos, mas que, agora, são apresentados de forma diferente, de forma que possam aplicar em suas vidas e, então, trabalhar para a sua própria ascensão.

Sou Gautama Buda

Canais: Thiago Strapasson e Michele Martini (Michelinha OM) – 27.Dez.2016

Colaboração: Lara Rosa Branca e Angelica T. Tosta

Quem é Gautama Buda?
Saiba mais em: http://encyclopedia.summitlighthouse.org/index.php/Gautama_Buddha

Fonte: http://coracaoavatar.blog.br/ e http://verdadetransmutadora.blogspot.com.br/.

Os 07 pecados capitais e a relação com os pontos de energia (chacras) – Pai José de Aruanda



Meus filhos queridos, saudações!

Nós viemos aqui hoje para mostrar para vocês um sistema de inserção da consciência na rede holográfica do planeta. Nós queríamos falar como o desequilíbrio energético dos seus corpos arrasta as suas consciências para perpetuar alguns vícios relacionados à matéria.

Vocês se vinculam à grade do planeta por um conjunto de corpos ligados por pontos de energia. Esses pontos onde desembocam seus corpos, digamos assim, vinculam as suas consciências ao personagem que assumiram dentro da rede de ilusão que estão inseridos.

Para facilitar. Quando vocês ganham um corpo pela primeira vez vocês têm que entrar no jogo da ilusão e precisam adaptar esse corpo à rede do planeta. Então as suas consciências são ligadas a esses corpos através de um corpo sutil denominado de plasmático. O corpo plasmático vai induzir a consciência de vocês a assumir aparência humana. E então vocês entram nessa roda da vida que se chama Terra.

Mas nessa história difícil que acabamos de contar, vocês se vinculam também a uma rede planetária holográfica, onde estão ancorados 07 principais pontos que a humanidade decidiu superar.

Esses pontos nós já viemos a falar com vocês e são os denominados sete pecados capitais. Na ocasião nós explicamos que não são vícios da alma, mas sim desequilíbrios que a humanidade decidiu superar como aprendizado para sua evolução espiritual. Vocês superam esses vícios materiais e vão se sutilizando e lembrando que são espíritos e assim voltando a condição original antes de vestirem esse corpo plasmático. Esse é um resumo só para entenderem como funciona o mecanismo de serem um humano.
Então estamos dizendo aqui, que existem 07 vícios materiais que os filhos individualmente precisam se desvincular para abandonar uma grade coletiva que sustentam em seus corpos. São eles: a luxúria, a ira, a preguiça, a inveja, a gula, a avareza e o orgulho ou vaidade. Esses são os vícios coletivos os quais as almas que estão nesse projeto decidiram superar.

E é por isso que vocês veem tantas coisas estranhas nesse planeta, tanta dor, tanta luta, muito sofrimento, muita dúvida. Porque são almas que lutam para se reequilibrar diante da força da consciência coletiva e com isso se elevam e se purificam espiritualmente.

Existem muitos outros vícios, mas esses foram os que a humanidade decidiu superar. Em outros planetas, outras experiências, são outros os vícios da matéria. Mas nesse que vocês vivem, esses são os principais, ancorados na consciência de toda a humanidade e que levam vocês a tanta disputa entre si. Porque esses vícios são o que sustentam o ego, sustentam o personagem humano que está em seu corpo plasmático arrastando sua consciência para lá e para cá.

Lembrando, filhos, que esse é somente o personagem criado por vocês para que possam viver a experiência de forma completa, agregando o aprendizado que vem junto com ela. E que possam levar esses aprendizados à sua história, aos seus registros.

Pois lembramos que vocês estão aqui somente para adquirir esses aprendizados, e em seguida continuarão a caminhada de vocês rumo a evolução do espírito, que é eterno.

Mas enquanto não superarem todos esses aspectos, não terminarão essa lição de casa, filhos. Alguns de vocês passam por varias encarnações vivendo experiências para limpar aspectos específicos, mas deixam outros aspectos de lado, o que faz com que repitam o ciclo encarnacional diversas vezes até que o aprendizado seja completo.

É como passar de ano na escola, filhos. Vocês têm varias matérias para estudar, se tirarem notas baixas em uma delas, ou em algumas delas, terão que repetir todas as matérias novamente no próximo ano. No próximo ano, enquanto repetem as matérias que tiraram notas baixas, aproveitam para adquirir maior experiência e aprendizado naquelas que já eram bons.

E assim, aquelas matérias que eram bons serão a sua sustentação no equilíbrio, serão o seu campo de força, que irá fazer com que você se sinta motivado a continuar seguindo em frente, sem deixar para depois e sem se desmotivarem, filhos.


Sempre vocês terão aqueles aspectos que já superaram e que estão aqui somente para praticar, e eles são os seus dons, filhos. São os pontos específicos que vieram ensinar.

Por isso, filhos, dizemos que vocês são mestres, porque todos têm aspectos mais fortalecidos, que já vem fortalecendo há várias encarnações, e também tem aqueles aspectos fragilizados, que vieram aqui para curar.

As pessoas que passam pelas vidas de vocês, relacionamentos amorosos, pais, parentes, filhos, amigos e no trabalho, são exatamente aqueles que trabalham para trazer a vocês o que precisam fortalecer, aqueles aspectos enfraquecidos. Mas também tem aqueles que estão com vocês para trazer a lembrança dos aspectos positivos, e com isso trazer a determinação, a alegria de viver, pois assim estão sempre no equilíbrio lembrando que apesar dos pontos a superar, também tem aqueles pontos que brilham e que iluminam o caminho de vocês. Enquanto trabalham os seus pontos fracos, os pontos fortes iluminam e é a força que empurra vocês nessa vida, filhos.

Conforme vão passando por experiências na vida física de cura, de limpeza dos pontos que precisam tratar, vão agregando mais experiências de vida e pessoas à sua volta que ressoam com o que você passou a ser após aquele aprendizado. Por isso, filhos a necessidade de mudança de profissão, mudança de relacionamento, mudança de rumo na vida.

Pois conforme vão aprendendo, vão mudando as suas metas e os seus planejamentos de experiências nessa vida.

Esse é um processo cristalizador que todas as almas desse orbe passaram. Onde a alma absorve no plano mental as energias de todas as dimensões envolvidas no projeto: vegetal, mineral, humano, sutil e outros. A alma é dotada do padrão mental coletivo e passa a absorver energia de todos os planos envolvidos e essas energias irão sustentar os corpos nos diversos ciclos reencarnatórios. O corpo plasmático, conhecido também como corpo espiritual, acompanhará o ser desde o nascimento até o desencarne, quando o ser manterá as mesmas características que tinha do corpo físico, através do corpo plasmático.

O corpo plasmático vai se transformando juntamente com as experiências que vocês vão vivendo, e isso reverbera para o seu corpo físico, que passa a ser mais saudável e mais equilibrado.

Nesse padrão, meus filhos, esse corpo vai refletir na cor, aquilo tudo que vocês absorveram durante a vida. O corpo vai ficar cinza escuro dependendo dos sentimentos negativos mantidos pelos filhos ou pode ficar branco cristalino representando a pureza que mantiveram ao longo da vida. Vocês concentram nesses corpos os sentimentos e emoções que viveram na vida física na Terra.

Essas cores, filhos, não são definitivas durante toda uma encarnação, mas sim elas mudam, de acordo com o seu estado mental do momento presente. A cor é correspondente ao seu momento. Se vocês estão calmos, equilibrados, a cor é límpida e cristalina. Se estão perturbados, preocupados, a cor é cinza. Todos têm a possibilidade de experimentar todas as sensações e também em ressoar com todas as cores em alguns momentos da vida. Todos têm a possibilidade de sentirem leves e flutuantes quando estão em estado meditativo, mas, também experimentam sensações mais densas quando estão irritados. Isso tudo, filhos, faz parte da experiência e não há nada errado. A questão é, a busca pelo estado mais equilibrado possível. Quanto menos a cor mudar, filhos, mais vocês estão agregando ao seu corpo plasmático uma cor definitiva. Pois sabem né filhos, o fato é que vocês não sabem quando vão desencarnar. Então a busca pelo estado calmo e equilibrado deve ser constante.

Mas esse corpo plasmático possui 07 principais pontos de ancoramento na vida física. Esses pontos que vocês denominam de chacras podem sustentar os vícios da matéria ou podem se desvincular para manifestar no plano físico sua consciência divina. Os pontos vão ficar escuros e fechados ou iluminados e claros dependendo do grau de envolvimento daquele ponto com a grade de todos os outros planos envolvidos na experiência encarnacional na Terra.

Mas esse corpo plasmático meus filhos ele vai poder também ser regenerado por meio do reequilíbrio energético desses pontos, que vocês chamam de chacras. Vocês reequilibram seus pontos de energia reequilibrando seus comportamentos e sustentando boas vibrações nesses aspectos. Os chacras podem ser liberados e com isso o ser espiritual libera sua consciência divina para manifestação na Terra.

A liberação dos chacras que explico aqui filhos, é a liberação definitiva de dentro para fora. É quando vocês trabalham os aspectos dos 7 pecados e então vão ativando cada vez mais o chacra que em algum momento será limpo e liberado de maneira definitiva. E essa liberação, filhos, é como se fosse um ancoramento definitivo com o seu corpo plasmático. Pois já não mais trarão experiências de vidas passadas a serem limpas ali. Ele está limpo e liberado para agregar novos aprendizados.

Então os filhos se prendem a essa malha através dos pontos energéticos de seu corpo plasmático. Trabalhando a energia desses chacras os filhos estarão se, desconectando da matriz do sofrimento e ajudando a ancorar a matriz cristalina, porque já explicamos que os sete pecados são provas coletivas que a humanidade decidiu por transcender.

Mas, meus filhos, não existem vícios isolados, mas sim eles estão todos aglutinados em seus corpos e o desiquilíbrio de um chacra pode ocasionar o vício de mais de um dos 7 comportamentos. Então o desiquilíbrio sexual vai gerar uma ansiedade na alimentação e a avareza vai ocasionar a ira e assim sucessivamente. Mas a medida que vão se reequilibrando nesses pontos eles vão sendo liberados e os vícios vão sendo transcendidos, está certo?

Então os filhos sabem que temos 7 principais pontos energéticos que estão ligados a vida física. Não são apenas 7, mas esses 07 que trabalharemos agora estão conectados aos vícios da matéria e são eles que seguram os filhos nessa onda de encarnações e reencarnações. Porque enquanto não transcenderem os vícios da matéria vocês permanecem presos nessa onda de idas e vindas em razão do corpo plasmático os manterem fechados no campo mental da humanidade e aos dons do espírito.


Por isso espíritos desencarnados, que ainda não conseguiram se libertar da malha energética e ainda estão aqui convivendo conosco nessa dimensão acabam tendo os sentimentos de ira despertados porque estão com os demais chacras desalinhados e a serem trabalhados. Essa sensação neles causa desequilíbrio completo e não permite que saiam daqui e sigam em direção às colônias espirituais ou outros destinos para continuarem as suas jornadas de evolução. Acabam ficando presos aqui.



Por isso é que os passes mediúnicos, a aplicação de energia reiki e o trabalho de alinhamento de chacras é tão importante em todas as pessoas, estejam elas acompanhadas ou não de espíritos desencarnados.


Alinhando esses pontos no corpo plasmático pode significar uma vida mais leve e equilibrada para quem está encarnado, e também pode significar uma libertação instantânea da malha energética nos espíritos desencarnados.

Entendem o que digo aqui, filhos? Quando alinham os chacras, equilibram através de terapias o corpo plasmático de espíritos desencarnados, liberando-os para seguirem as suas jornadas evolutivas, eles são encaminhados com amor e equilíbrio.

Vamos ver então quais são esses pontos de energia que falamos e como eles devem ser trabalhados para desbloqueio.

1° Ira – Chacra base

O primeiro deles está ligado à ira, que é o chacra base, na região dos órgãos inferiores. Todos os outros pecados capitais estão ligados à Ira, pois está ligada ao chacra base que nos une ao planeta e à vida de encarnados, é dessa forma por ser o primeiro chacra, o que os conecta ao Sol Central e onde está a Energia Kundalini, que despertada, parte dali desse ponto para alinhar todos os demais chacras até o coronário e a conexão com o Eu Superior.

Portanto, se qualquer um dos demais 6 chacras estiver em desequilíbrio, pode despertar o sentimento de ira, pois é o que liga todas as sensações às experiências encarnatórias nesse planeta.

Ocorre assim filhos: Quando vocês tem um chacra em desequilíbrio, com pontos relacionados aos 7 pecados, em tratamento, a serem trabalhados, então isso se manifesta na matéria em forma de ira sempre filhos. Pois o chacra base é a saída para a experiência terrena, é aquele que vai colocar para fora o desequilíbrio todo do corpo. Por isso filhos, o aterramento é tão importante, a conexão com a terra, com a natureza, o contato físico da sola dos pés ao planeta, faz com que essa energia toda dos chacras de cima que estão em tratamento, e que por vezes está acumulada, seja liberada por aí.

Por isso, quando não conseguimos trabalhar corretamente os demais chacras, pode despertar o sentimento de ira (revolta) por não conseguir desenvolver as coisas conforme queremos ou esperamos.

Quando começam a perceber como as coisas funcionam, filhos, é o começo das suas transformações. Percebam que a ira é a válvula de escape do corpo físico em todas as pessoas. E por isso a sensação de alivio que sentem quando praticam exercícios físicos ou colocam alguma energia reprimida para fora através do choro, do grito, da gargalhada, de quebrar objetos, que não tem nada de errado nisso, filhos, e sim é necessário para colocar essa energia para fora. Mas não deixando que essa energia saia de forma a complicar os seus relacionamentos com as pessoas, extravasando através de comportamentos grosseiros com os outros, filhos. Aceitem que as vezes é necessário sim extravasar, e então estarão limpos para trabalharem na cura de vocês.

Quando não aceitamos extravasar dessa forma, filhos, acabamos criando doenças no corpo físico. Pois o ego não permite admitirmos que há algo de errado ali, ficam vivendo naquela falsa visão de si mesmos de que está tudo bem. Retraindo os sentimentos, tentando se manter equilibrados diante daquela sensação interna de explosão. Alguns de vocês, filhos, começam a se transformar em falsos espiritualistas, pois na casca aparentam ser calmos e equilibrados, mas estão dessa forma criando doenças internas e ignorando o que ocorre dentro de vocês mesmos.

O caminho a seguir, filhos é o do meio, onde aprendem a liberar sozinhos essas energias reprimidas, da forma que for melhor para vocês, mas sem vestirem a máscara falsa de que está tudo bem para vocês mesmos. Não há nada errado em colocar os sentimentos para fora, filhos, desde que não levem isso para as outras pessoas e trabalhem isso somente com vocês mesmos.

Alguns gostam de correr, outros de chutar uma bola, outros de gritar cantando em um microfone, outros de nadar, e tem tantas formas de fazer isso, filhos, mas vem de cada um descobrir como acha melhor.

O 2° Gula – Chacra umbilical.

Esse está relacionado a todos os tipos de excessos.

Muitos problemas não trabalhados nesse chacra, acabam repercutindo em doenças ou problemas intestinais, pois é o órgão que fica localizado ali onde está esse chacra no corpo plasmático. Então se no corpo plasmático vocês não trabalham para esse equilíbrio, repercute no corpo físico e o primeiro lugar atingido, são os órgãos posicionados próximos ao chacra.

Isso vale para todos os chacras, filhos, tudo acontece dessa forma.
Por isso, pessoas com problemas de gula, com obesidade no corpo físico, têm problemas no intestino. O excesso, o comportamento descontrolado de excesso que as pessoas têm, acaba criando uma doença física no intestino, e é triste ver filhos, quando essas pessoas, para resolverem o problema delas, vão lá e cortam um pedaço do intestino no hospital. Pois acabam mutilando um pedaço do corpo físico que estaria saudável se elas aprendessem a controlar esse chacra no corpo plasmático.

Nesses casos, uma terapia complementar para equilíbrio do chacra e um trabalho de psicologia ajudaria muito mais do que cortar o pedaço do intestino do pobre irmão. Pois em vez de tratar o órgão danificado, acabam trabalhando para piorar mais ainda a situação, filhos.

O que trago, aqui queridos filhos, é que todo desequilíbrio físico tem causa no corpo plasmático. E a cura somente acontecerá quando tratarmos o corpo plasmático. E verão milagres acontecerem no corpo físico quando fazem isso.

Se as pessoas têm comportamentos de excessos não de alimentação, mas excessos de todas as formas que possam existir, também acabarão atingindo essa parte do corpo, filhos. E é triste ver, filhos, quando tratam a cabeça de pessoas que são excessivas em algo na vida, achando que estão com desequilíbrio mental, mas que na verdade é um desequilíbrio ali na área do intestino, onde está posicionado esse chacra. Infelizmente essas pessoas acabam passando anos de suas vidas tratando algo que nunca será curado definitivamente.

O 3° Inveja – Plexo solar.

Esse ponto explora o que a pessoa gostaria de ser ou de ter. São aquelas pessoas que se apegam excessivamente ao que é nesse momento e nessa encarnação, esquecendo-se que se trata somente de uma experiência e que o estado de Ser e Ter do presente é provisório sempre.

Isso, filhos traz a insatisfação com o momento presente. É aquela sensação de frio na barriga que dá quando estão indo em direção a algo que não é o que a sua alma veio aqui buscar. Quando tem aquela doença chamada azia, gastrite. É quando precisam levantar os seus radares de alerta, pois quando sentem isso, filhos é porque estão caminhando nas suas vidas para fazer algo que não está alinhado com a natureza da sua alma. Quando estão indo em direção a algo e direcionando as suas vidas para Ser ou Ter algo, mas sem amor no coração.

Vou dar um exemplo, filhos: Quando trabalham em algo que não gostam, estão indo todos os dias trabalhar e acordam de manhã com aquela sensação de azia no estomago, acabam tendo que tratar gastrite, e acham que é pelo excesso de café. Mas que na verdade é causada porque todos os dias acordam de manhã para tentar construir algo que vocês não são. Tentando ser ou ter algo, e não seguindo os seus corações.

Essa é uma verdadeira prisão, filhos, a prisão que os faz pensar que precisam passar por isso para serem algo na vida, ou para terem um status ou uma casa bonita ou um carro bonito. Quando vivem nessa ilusão achando que essa vida que não é real e que criaram nas suas mentes, está comprometendo o seu equilíbrio, e comprometendo esse equilíbrio, fará com que permaneçam aqui, vidas após vidas repetindo de ano nessa matéria, filhos.

Esquecem que isso é só experiência, filhos. Vocês não são advogados, vocês não são juízes, nem políticos, nem pesquisadores, nem economistas, nem médicos. Vocês apenas estão nessas atividades para tratar os pontos em desequilíbrio dos seus chacras no corpo plasmático. E, portanto, se decidem ser algo nessa vida que não está alinhado com o coração, acabarão deixando de tratar o que vieram aqui tratar e ainda desequilibrando esse ponto do chacra do plexo solar.

4° Avareza – Chacra cardíaco.

Nesse chacra são explorados os apegos. As experiências de cura trazem a reflexão do que somos apegados. Por isso quando perdemos alguém que somos apegados, sentimos doer o chacra cardíaco. Quando nos sentimos donos de alguma pessoa e deixamos o apego dominar a nossa vida, e depois perdemos, nos sentimos com dor no coração. Isso acontece também quando nos apegamos a objetos materiais, empregos, relacionamentos, rotinas, lugares, etc. Dor no cardíaco é apego, está certo meus filhos?

Para tratar isso, filhos, é só lembrar que o coração é a conexão de vocês com o Criador, com os seus mentores, com Deus, com o seu verdadeiro propósito nessa encarnação. E essa conexão, filhos, fará com que, aos poucos vão desapegando de tudo aquilo de ilusão que criaram, desapegam das relações, das coisas materiais, de tudo o que é físico e provisório.

Quando decidem tratar tudo isso, filhos, vão trabalhando também a sua compreensão do seu papel nessa vida, do seu verdadeiro propósito. Começam a ser guiados para a sua felicidade, para a abundância, à levar amor a tudo em volta de vocês pois vocês estão tão conectados com o amor, e com Deus, que começam a ser as pessoas buscadas pelas outras para que aliviem a dor no cardíaco delas.

Esse é um dos principais chacras que precisam tratar, filhos, pois é o que trará o sentimento de amor, que é a sua essência. E por isso fará vocês se encontrarem no que vocês são. E esse encontro, é o que fará com que se sintam completos e suficientes com vocês mesmos, fazendo desapegar de tudo que antes eram apegados. Esse é o chacra mais lindo, filhos, é lindo e o pai aqui trabalha na linha dele, com o amor.

5° Luxúria – Chacra Laríngeo.

Esse chacra, filhos, fica na região da garganta. Ele está relacionado com a expressão. Esse ponto explora a manipulação, a mentira. A luxúria está ligada à exacerbação daqueles que precisam se exibir, ostentar, mostrar para fora que são alguma coisa. Quando queremos mostrar ao mundo que somos melhores do que achamos. Vai desencadear também os excessos sensuais do sexo e os comportamentos corruptivos. É através desse chacra que manifestamos o interesse oculto, a manipulação, quando manipulamos as pessoas aos nossos interesses pessoais.

Quando vamos tratando ele, filhos, é necessário ancorar o amor. Perceber que em primeiro lugar vira o sentimento de satisfação em ver todos felizes. E então aquele sentimento de querer tirar vantagem de tudo acaba sumindo, filhos. Pois aquele que não trabalha esse chacra, é o sujeito que fala, fala, manipula as pessoas, convence e então tem as pessoas na mão dele, e faz disso o que bem entender. Por isso é de grande responsabilidade, filhos.

Os políticos, lideres, tem desenvolvido esse chacra pois eles têm o poder da fala, da manipulação, de convencimento das pessoas. Mas devem usar isso para o bem, pois o uso para beneficio próprio é justamente o desequilíbrio do corpo plasmático nesse ponto, filhos.
Quem precisa tratar isso, filhos, pode começar a cantar, ajuda sabe filhos. Pois ativa o ponto de forma a deixar sair a energia acumulada ali. Nem que seja cantar sozinho no chuveiro, filhos, mas isso ajuda para que libere a energia parada ali que pode trazer o desequilíbrio.

6° Orgulho ou vaidade – Chacra frontal.

Esse chacra fica posicionado no centro da testa, entre os dois olhos e acima do nariz. Está relacionado com a ligação entre a vida material e a espiritual, com a visão além dos olhos físicos. Quando está desequilibrado, vivemos para não morrer e morremos sem ter vivido, porque nos fechamos à verdade da vida, que é toda essa ilusão que é a vida física. Nos fechamos à verdade da vida espiritual e só vemos a vida física sem se atentar para tudo que existe na criação. A vida é vista sob um ponto de vista material, com apego. Não acreditamos no além da vida, vemos a matéria como o fim da vida e ficamos orgulhosos, vaidosos, ficamos vazios firmados numa aparência ilusória. As pessoas que tem desequilíbrio muito acentuado no frontal são pessoas fechadas à caridade, à irmandade, que só veem a vida física e nada mais, esquecem-se que somos todos irmãos e que devemos nos amar.

Por isso, filhos, é que trazemos tanto o ensinamento de todos somos UM, e aqui lembramos que tudo o que fazemos na vida é para beneficio do planeta, como o pai já trouxe no ensinamento da malha energética. O filho que faz algo se achando o máximo, olhando para ele mesmo e se satisfazendo somente em perceber olhando no espelho que ele está seguindo o caminho de felicidade própria, mas esquecendo-se de tudo o que está em volta, é o que traz a visão distorcida da realidade. Esse é o pensamento de alguns líderes que trouxeram muito sofrimento para a humanidade, filhos, pois quando tiveram oportunidade de desenvolver os seus dons, e perceberam o quanto eram poderosos, começaram a usar isso somente para benefício próprio, sem parar para observar o grande desequilíbrio que existe do lado de fora do seu campo fechado de visão.

São aqueles que quando percebem que estão se sobressaindo aos demais, abandonam para trás os que estavam juntos na caminhada, e olham somente para eles mesmos, que agora se tornaram autossuficientes e não precisam mais de ninguém, mas que precisam sim, da ajuda dele para seguirem em frente, pois os outros estão sempre carentes de amor e carinho.

7° Preguiça – Chacra coronário.

A preguiça que dizemos aqui não é só aquela falta de vontade de fazer algo. Mas dizemos sobre a preguiça mental também de nos olharmos como algo mais, de olhar para dentro de nós e buscar a própria verdade superior dentro do nosso ser. A preguiça nos fecha ao nosso propósito de alma, para aquilo que fomos projetados. Deixamos de escutar nossa essência conectados aos corpos superiores e a mente divina. Ficamos fechados a esses propósitos superiores.

A preguiça espiritual, filhos é aquela que faz muitos de vocês serem somente seguidores, de acreditarem em tudo o que dizem a vocês, de repetirem frases prontas, de olharem para outros e acharem que são seres elevados, quando pensamos nos guias espirituais e santos, mas que tem preguiça de buscar esse aspecto dentro de vocês mesmos, filhos.

O Mestre Jesus veio nos ensinar que um simples ser humano pode se tornar um mestre, mas que o caminho é de olhar para dentro de si mesmo, de enfrentar os medos e estar aberto à mudança. Sair da zona de conforto e aceitação dos próprios defeitos. E sim transformá-los em luz.

Tantos de vocês, filhos, ajuda com trabalho de caridade, leva amor as pessoas, mas deixa ali escondido como uma raiz estragada tantos sentimentos inferiores que tem medo de olhar. Vão deixando até quando, filhos? Esquecem-se que estão aqui para curar a si mesmos em primeiro lugar?

Vocês vão se surpreender ao ver o ser lindo de luz que vão se tornar quando decidirem tratar essas raízes podres e colocarem para fora a luz interna que está lá escondida, presa dentre essas raízes, como se fosse em um labirinto.

Busquem dentro de si mesmos a sua verdadeira pureza, “cavoquem“ fundo, filhos, e olhem para dentro de si de forma verdadeira. Não há o que esconder de si mesmos, ninguém vai saber, só vocês.

Nós aqui no plano espiritual vemos vocês com todas essas raízes aí escondidas, não há segredos para nós, filhos, e estamos aqui para ajudar vocês a purificar tudo isso aí, mas precisa partir de vocês, filhos.

Estamos trabalhando sempre para ajudar vocês, mas a preguiça precisa ser superada da parte de vocês, filhos. Parem de querer as respostas prontas para as suas vidas. Quererem a vida fácil, fugindo dos enfrentamentos internos. Pois isso é só uma falsa ilusão, filhos. Isso só mascara por mais um tempo quem vocês são.

Olhem para dentro de vocês com amor. Exponham a si mesmos os aspectos que estão escondidos, coragem filhos.

Então meus filhos, são esses vícios da matéria que os mantém presos ao sistema coletivo que foi criado pela própria humanidade. Cada vício desses é um ponto de ancoragem que os humanos, individualmente e coletivamente, necessitam transcender. Trabalhando a limpeza desses pontos energéticos estaremos nos equilibrando na vida física. Isso poderá ser feito pelas lutas da vida, com terapias específicas ou com exercícios que serão transmitidos mais à frente.

Fiquem em paz meus filhos.

Pai José de Aruanda

Canais: Thiago Strapasson e Michele Martini (Michelinha OM) – 27.Dez.2016.

Colaboração: Tania Campos e Lara Rosa Branca.

Fontes: http://coracaoavatar.blog.br/ e http://verdadetransmutadora.blogspot.com.br/.

sábado, 24 de dezembro de 2016

O Caminho da elevação do discípulo – Arcanjo Rafael


Saudações Amados,

O brilho daqueles que iniciam sua descoberta ao caminho de si mesmo, ao caminho da prosperidade, ao caminho da liberdade e da vastidão de tudo aquilo que são, é indefinível. Quando são tocados pelo brilho da descoberta da trilha da elevação, vocês modificam seu modo de ser, pois passam a sentir o que os aguarda: as energias que fluem até vocês.

Meus Nobres Filhos, sabemos o quanto foi árduo o trajeto até este ponto, o quanto passaram para chegar ao ponto da busca desse conhecimento, que parte de si próprios, para Tudo O Que Existe.
Em seu mundo, foram ensinados a buscarem exteriormente e trazerem o conhecimento para o seu interior vivendo da forma como lhe ensinaram. Mas quando descobrem o caminho da elevação, o processo realmente começa: de sentirem o universo interior e, então, irradiarem, ao exterior, tudo que guardam, modificando o mundo que vivem e, aí, tudo começa a fazer sentido.

Nesse caminho, vocês iniciam a senda do despertar e seus caminhos passam a fazer sentido, e o todo começa a se formar. A convicção e a certeza do trajeto se tornam tão evidentes, que o seu brilho interior irradia, claramente, ao seu redor. É a iniciação da Maestria. O primeiro passo da elevação ao Amor incondicional. Porque quando descobrem o seu universo interior, tudo faz sentido. O brilho parte de seu interior ao mundo e o julgamento deixa de existir. Vocês, simplesmente, passam a ver o caminho de cada um nesse trajeto, em diferentes níveis, em diversas formas, mas todos no mesmo trajeto.

E nesse estado, passam ao segundo nível da elevação: a compreensão interior de seus dons naturais. Eles, simplesmente, surgem, e vocês já não necessitam de tanta informação exterior, pois passam a compreender tudo que está dentro de vocês, e a intuição começa a aflorar de maneira surpreendente. É um estado de confiança interior plena, da certeza “daquilo que sentem”, “daquilo que são” e, então, começam a despertar para tudo que os rodeia.

Nesse estado, o conhecimento parte do interior e começa a ser direcionado, conscientemente, ao exterior. A intuição os eleva a trilhar caminhos nunca antes percorridos por outro ser humano. É que, Amados, nenhum conhecimento genuíno será idêntico ao outro, pois cada Ser tem a Sabedoria de Deus em seus corações, para criar e evoluir de maneiras inimagináveis pela Criação.

A partir dessa força intuitiva, da confiança naquilo que sentem, da irradiação de sua Luz, fatalmente, serão conduzidos a uma nova descoberta: vocês se sentirão capazes de se colocar em contato com a Fonte Deus Pai/Mãe. Apesar de jamais terem se desligado de Deus, a ilusão da separação foi tão prevalente que, em determinado momento, vocês, simplesmente, deixaram de se comunicar com a Fonte de Tudo O Que É. Mas é quando percebem a possibilidade desse contato, da Sabedoria disponível no Cosmos, que tudo se revelará na Unidade de Tudo O Que É. Nesse estado, vocês compreenderão que, realmente, não se encontram separados. Vocês se sentirão capazes de se comunicar com Deus, e Ele os encarregará, diretamente, de os mostrar o caminho para os levar à integração com Seu Amor.

Quando reconhecem a possibilidade de se colocarem em contato com a Fonte de Deus, seu brilho interior se torna inexorável, pois a vida é vista sob uma ótica de Confiança e Amor. Vocês passam a se sentir Filhos da Unidade e as dúvidas, realmente, deixam de assolar seus corações. Vocês entenderão o fluxo que Deus deseja que todos os Filhos se integrem. A Unidade apontará no horizonte, e a benevolência desse contato, será tão grande, que a entrega, definitivamente, tomará conta de suas vidas.

Visto sob a ótica humana, esse aparenta ser um processo que poucos humanos foram agraciados: o do verdadeiro contato com a Fonte de Deus. Mas, Meus Nobres, eu os digo, que de tudo que possuem, nada se comparará com o estado de total entrega à Unidade. É um estado de Graça Suprema, onde toda a realidade é desvendada em seus corações, que se tornam, definitivamente, a Unidade de Deus.

Quando se propõem de coração a essa iniciação, o Mestre surgirá a dar as mãos ao discípulo e a os conduzir ao caminho da Unidade. As experiências em suas vidas se tornarão um reflexo da própria trilha de purificação, transmutação e elevação. Vocês passam a trilhar o caminho de um Mestre e ao lado deles.

Mas, nesse trajeto, a Unidade deve sentir o seu brilho interior da descoberta de si mesmo. Vocês precisam caminhar até um estágio de entendimento “daquilo que são”, e nessa senda, se descobrirem como iniciados à elevação. E, ao assim fazerem, o Mestre começará a os guiar e vocês não precisam mais duvidar do trajeto. Aqueles que estão de mãos dadas a um Mestre já não devem se questionar para onde vão, em que lugar chegarão, pois somente há um caminho nessa senda: a integração em Unidade à Fonte de Deus, a descoberta da ilusão da separação.

Perseverando na Luz, estarão a trilhar essa senda de iluminação, abrindo-se a possibilidade de se iniciarem nos caminhos do reconhecimento pleno da maestria. Nesses tempos, vocês trilham esse caminho de autodescoberta, esse caminho de brilho interior, a iniciarem um novo trajeto dentro de si mesmo, a aprenderem a ouvir sua intuição e, a partir dela, se colocarem em contato com a Fonte, integrando-se, conscientemente, à Unidade de Cristo. E nesse trajeto, basta que se permitam ser conduzidos por seus Guias, por seus Mestres, por aqueles que os acompanham na senda espiritual. Eles estarão a os conduzir e as sincronicidades os levarão ao melhor caminho.

Confiem, Meus Amados! A Fraternidade de Mestres estará a proteger a todos, mas, principalmente, aqueles que, de coração, se propõe a cuidarem da sua elevação e irradiarem sua Luz a tudo que os rodeia. A Grande Fraternidade Branca protegerá seus discípulos que buscam a pureza de sua alma, e somente os trará experiências, que possam acelerar seu trajeto de retorno ao lar.

Vocês são os iniciados desses tempos, aqueles que se abrem de coração ao propósito da Luz, da integração irrestrita à Fonte de Deus Pai/Mãe e da abertura da alma. Estejam certos, usem do propósito de contato com a Fonte de Deus e confiem, cada vez mais, naquilo que Ela pode os trazer. Pois, nesse trajeto, há apenas um final: o de si próprios em plenitude.

Sou Arcanjo Rafael e os agradeço pela breve oportunidade com todo meu Amor.

Canal: Thiago Strapasson – 24/12/2016   

Fonte: http://coracaoavatar.blog.br/   

Colaboração: Angelica T. Tosta e Solange Yabushita